ASSINE

Após Flávio Bolsonaro provocar Hamas, assunto bomba no Twitter

Mais de 24 mil usuários da rede social já usaram a hashtag #HamasVoteiNoHaddad para brincar com a situação e evitar reação hostil do grupo terrorista contra o país

Publicado em 03/04/2019 às 11h29
Senador Flávio Bolsonaro apagou tuíte polêmico após repercussão negativa. Crédito: Tânia Rego | Agência Brasil
Senador Flávio Bolsonaro apagou tuíte polêmico após repercussão negativa. Crédito: Tânia Rego | Agência Brasil

A reação do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) às críticas do grupo terrorista Hamas, sobre a visita do presidente Jair Bolsonaro a Israel, virou motivo de piada - e de embates políticos, como não poderia deixar de ser - no Twitter. O assunto é o mais comentado na rede social na manhã desta quarta-feira (3), com a hashtag #HamasVoteinoHaddad nos trending topics do Twitter Brasil.

Até as 11h, já haviam sido publicados mais de 24 mil tuítes com a tag. A maioria usa do bom humor para amenizar possíveis tensões com o grupo palestino, que mantém relação hostil com Israel. Desde que foi eleito, Jair Bolsonaro tem defendido uma aproximação com Israel e, no domingo (31), anunciou a abertura de um escritório comercial em Jerusalém, medida que desagradou os palestinos.

Na segunda-feira (1º), o movimento radical islâmico Hamas, que controla a Faixa de Gaza, pediu que Bolsonaro se retrate sobre a visita a Israel. No dia seguinte, o filho do presidente provocou o grupo no Twitter.  "Quero que vocês se EXPLODAM!!!", escreveu o senador, em tuíte posteriormente apagado.

Confira algumas postagens:

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.