ASSINE

'De esquerda é o comunismo', diz Mourão sobre polêmica do nazismo

Segundo o vice-presidente, Hamilton Mourão, o comunismo é uma linha ideológica de esquerda e que, assim como o nazismo, é um regime totalitário

Publicado em 02/04/2019 às 20h11
O vice-presidente da República Hamilton Mourão. Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil
O vice-presidente da República Hamilton Mourão. Crédito: Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente interino Hamilton Mourão afirmou nesta terça-feira (2) que comunismo e nazismo são faces opostas de uma mesma moeda.

Segundo ele, não resta dúvida de que o comunismo é uma linha ideológica de esquerda e que, assim como o nazismo, é um regime totalitário.

O presidente interino do Brasil, Hamilton Mourão, durante durante evento no Rio nesta terça-feira (2) Nesta terça-feira (2), em visita ao Museu do Holocausto, em Israel, o presidente Jair Bolsonaro disse considerar o nazismo de esquerda, apesar do site oficial da entidade apontar que o movimento nasceu de grupos radicais de direita.

"Vocês têm dúvida disso?", perguntou Mourão ao ser questionado se o nazismo é de direita ou de esquerda.

"De esquerda é o comunismo, não resta a mínima dúvida. Se a gente for olhar, sabe que sou um crítico contumaz desta questão de direita e esquerda. Eu acho que são ambos visões totalitárias", afirmou.

Mourão disse que os dois regimes totalitários pregam o controle da população e o desrespeito aos direitos humanos.

"Nazismo e comunismo são duas faces de uma moeda só, a do totalitarismo", acrescentou.

A definição feita pelo museu, de que o nazismo é de direita, também contraria a afirmação do chanceler brasileiro Ernesto Araújo, que associou o nazismo a movimentos de esquerda.

Indagado pelos jornalistas sobre a fala do chanceler, Bolsonaro disse concordar com o ministro das Relações Exteriores.

"Não há dúvida. Partido Socialista. Como é que é? Da Alemanha. Partido Nacional Socialista da Alemanha", afirmou.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.