ASSINE

Suspeito de estupro no RJ é preso em Domingos Martins, no ES

Durante abordagem policial, homem de 53 anos se apresentou com outro nome, mas foi identificado. Ele foi preso nesta quinta-feira (9), em Pedra Azul

Publicado em 09/06/2022 às 20h41

Um homem de 53 anos com mandado de prisão em aberto por estupro de vulnerável foi preso na manhã desta quinta-feira (9) no distrito de Pedra Azul, em Domingos Martins. Durante a abordagem policial, o detido teria tentado informar outro nome, mas foi identificado. A polícia não explicou detalhes sobre o crime cometido por ele.

Os policiais chegaram até o suspeito após denúncias anônimas. Segundo a Polícia Civil, enquanto o nome do detido estava sendo consultado no sistema, ele tentou fugir por um barranco, mas foi capturado. A corporação explicou que ele mostrou resistência durante toda a ação, tentou agredir um policial e foi imobilizado.

O mandado de prisão contra o homem foi expedido pela Justiça do município de Petrópolis, no Rio de Janeiro. Ele também responde pelo crime de violência doméstica. Já algemado, o preso solicitou que a chave da residência dele fosse entregue ao vizinho, junto da quantia de R$ 459. O vizinho também informou aos familiares do conduzido sobre a prisão.

Após os procedimentos de praxe, o homem foi encaminhado ao sistema prisional. Ele permanece à disposição da Justiça, que definirá se ele será ou não recambiado ao Estado do Rio.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Domingos Martins Polícia Civil Rio de Janeiro crime Estupro de vulnerável Petrópolis

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.