ASSINE

Preso suspeito de cometer 6 furtos a residências em um mês em Colatina

Edirley de Souza Jardim, de 29 anos, já tinha outras 7 condenações na justiça por furto, roubo e estelionato. Ele estava foragido do sistema penitenciário há um mês

Colatina
Publicado em 07/10/2021 às 20h10
Suspeito foi preso tentando vender uma televisão roubada, em Colatina
Edirley de Souza Jardim foi preso tentando vender uma televisão roubada, em Colatina. Crédito: Polícia Militar | Divilgação

Foragido da Justiça, um homem de 29 anos foi preso, nesta quinta-feira (7), suspeito de ser o autor de seis furtos a residências em Colatina. A Polícia Militar flagrou Edirley de Souza Jardim tentando vender uma televisão roubada em uma loja de produtos usados. Outras quatro pessoas também foram detidas por comprarem mercadorias roubadas com o criminoso.

Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada após denúncia de que um homem teria furtado uma casa e levado duas televisões e uma botija de gás. Os militares fizeram buscas e encontraram Edirley tentando vender uma das televisões em uma loja de produtos usados.

Ao perceber a presença dos policiais, o suspeito fugiu e se escondeu dentro de um estabelecimento no bairro São Silvano. Ele continuou a fuga, seguindo para o bairro Aparecida, até que moradores denunciaram a ação do homem para a PM. A guarnição conseguiu localizá-lo e detê-lo.

A Polícia Militar informou que Edirley é suspeito de seis furtos a residências registrados em um mês no município. Durante a ação nesta quinta-feira, foram recuperadas as duas televisões e a botija de gás, produtos furtados de casas no bairro São Silvano.

Edirley de Souza Jardim foi autuado por furto e encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Colatina. Já as quatro pessoas detidas por receptação foram liberadas porque, segundo Ricardo Barbosa, delegado plantonista da Polícia Civil, não havia indícios de que agiram de má-fé. O delegado informou que o caso segue sendo investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Colatina.

Segundo a PM, Edirley já tinha outras sete condenações na Justiça por furto, roubo e estelionato. Ele cumpria pena na Penitenciária Semiaberta Masculina de Colatina, mas, em setembro deste ano, saiu para trabalhar e não voltou mais. Desde então, ele vinha cometendo crimes na cidade.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.