ASSINE

PF mira esquema de tráfico de haxixe da Espanha para o Espírito Santo

No Estado, foram cumpridos um total de 15 mandados de busca e apreensão em endereços diversos na manhã desta terça (7); investigações apontam para um esquema de importação de drogas, especialmente de haxixe espanhol

Tempo de leitura: 2min
Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 07/06/2022 às 09h00
Tráfico
A PF no ES deflagrou a Operação Pakman em municípios da Grande Vitória para desmantelar um esquema de envio de haxixe espanhol ao Estado. Crédito: Divulgação/PF

A Polícia Federal no Espírito Santo deflagrou na manhã desta terça-feira (7) a "Operação Pakman". São cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em Vitória, outros quatro em Cariacica, três em Guarapari, dois em Vila Velha, um em Viana outro na Serra, totalizando 15 (quinze). Também são cumpridos seis mandados de sequestros de bens pertencentes aos investigados, que não tiveram seus nomes divulgados.

Segundo a PF, além do cumprimento das ordens judiciais, o que se busca é a obtenção de novos elementos de prova para desmantelar uma organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de drogas entre o Espírito Santo e a Espanha.

COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES

A Operação Pakman teve início com informações recebidas da Polícia Civil que dava conta da possível existência de um grupo de pessoas que comercializariam drogas na Grande Vitória, em especial o haxixe, que seria enviado para o Espírito Santo a partir da Espanha.

Tráfico
Uma grande quantia de dinheiro em espécie também foi apreendida na operação desta manhã na Grande Vitória. Crédito: Divulgação/PF

Com o avanço da investigação, foi constatado que, de fato, há uma organização criminosa com clara divisão de funções, com fornecedor de haxixe residente na Espanha, com gerentes em Guarapari e Cariacica, distribuidores em Vitória, Vila Velha e Serra, além de associados para a lavagem de dinheiro também na Grande Vitória.

Nos endereços onde os mandados foram cumpridos, os agentes da federal no Estado apreenderam celulares, diversos chips telefônicos, máquinas de cartão de crédito, dinheiro em espécie, balança de precisão, haxixe e ainda munições de arma de fogo.

Tráfico
Munições e diversos chips telefônicos também foram apreendidos nos endereços abordados pelos agentes federais. Crédito: Divulgação/PF

Com os novos elementos coletados durante a deflagração da operação novas medidas poderão ser solicitadas. Os integrantes da organização criminosa usam a gíria "Pak" para se referir ao haxixe, assim, o homem responsável pelo fornecimento da droga seria o "Pakman".

Os investigados poderão responder pela prática do delito de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e, eventualmente, pela lavagem de capitais.

Carros apreendidos na operação PakMan, da Polícia Federal capixaba
Carros apreendidos na operação PakMan, da Polícia Federal capixaba. Crédito: Divulgação/PFES

Durante a operação, quatro veículos foram apreendidos, sendo três carros e uma motocicleta. São eles:

  • Mercedes (apreendido em Guarapari)
  • Mitsubishi Triton (apreendido em Cariacica)
  • Volkswagen Polo (apreendido em Guarapari)
  • Motocicleta CB 500 (apreendida em Cariacica)
Carros apreendidos na operação PakMan, da Polícia Federal capixaba
Carros apreendidos na operação PakMan, da Polícia Federal capixaba. Crédito: Divulgação/PFES

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Grande Vitória Polícia Federal tráfico de drogas Espanha

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.