ASSINE

Mulher atacada com canivete em hospital no ES não corre risco de ficar cega

Crime aconteceu nesta segunda-feira (19), quando o filho de uma paciente acertou golpes no rosto de outra mulher que estava internada alegando que a vítima havia ofendido sua mãe. Hospital diz que golpe não afetou a visão da vítima

Linhares / Rede Gazeta
Publicado em 20/10/2020 às 15h30
Atualizado em 20/10/2020 às 20h22
Hospital São Marcos, em Nova Venécia
Hospital São Marcos, em Nova Venécia . Crédito: Divulgação/ Hospital São Marcos

A mulher que teve o rosto atingido com golpes de canivete dentro de um hospital de Nova Venécia, no Noroeste do Estado, não corre o risco de perder a visão. O crime aconteceu no início da noite desta segunda-feira (19), e o homem acusado da agressão está preso em São Mateus. Os nomes da vítima e do agressor não foram divulgados. 

No primeiro momento, de acordo com informações da Polícia Militar, havia a suspeita de que um globo ocular da vítima tivesse sido atingido. No entanto, no final da manhã desta terça-feira, o Hospital São Marcos – onde ocorreu o crime – informou, por nota, que não houve lesão no globo ocular e nem prejuízo à visão da vítima. A unidade também explicou que a mulher sofreu lesões superficiais na face.

Segundo a PM, policiais foram acionados por funcionários do Hospital São Marcos informando que a paciente tinha acabado de ser atingida por golpes de canivete. Quando chegaram ao local, eles foram informados que o homem autor da agressão havia fugido do local.

Os militares realizaram buscas nas imediações da unidade hospitalar e não conseguiram localizar o suspeito. Em seguida, eles foram até a casa do homem no bairro Bela Vista. De acordo com a Polícia Militar, o agressor estava escondido em um dos cômodos da casa e ainda com as mesmas roupas do momento do crime.

Durante as buscas realizadas na residência, os policiais localizaram o canivete usado para agredir a vítima e o objeto ainda tinha o que parecia ser resquícios de sangue da vítima. A PM afirmou que o homem confessou a autoria do crime para os militares, alegando que atingiu a vítima porque a mulher ofendeu sua mãe. O suspeito foi encaminhado à Delegacia de São Mateus.

A Polícia Civil informou que homem confessou o crime e foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio qualificada. Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de São Mateus, onde passará por audiência de custódia. O procedimento de investigação foi encaminhado para Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Mateus.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.