ASSINE

Homem armado obriga motorista a descer e coloca fogo em ônibus do Transcol em Viana

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o ataque ao coletivo aconteceu no bairro Ipanema e o veículo ficou completamente destruído

Publicado em 20/07/2020 às 10h42
Atualizado em 20/07/2020 às 11h47
Ônibus foi incendiado em Viana
Ônibus foi incendiado em Viana. Crédito: Internauta

Um ônibus do Transcol foi incendiado em Viana na manhã desta segunda-feira (20), de acordo com informações do Corpo de Bombeiros. O caso aconteceu no bairro Ipanema e o veículo ficou completamente destruído.

Procurado pela reportagem, o Corpo de Bombeiros Militar informou que foi acionado na manhã desta segunda-feira (20), para atender uma ocorrência de incêndio a coletivo no bairro Ipanema, em Viana. Não há relato de feridos, mas a ocorrência ainda está em andamento.

Ônibus incendiado em Viana
Ônibus incendiado em Viana. Crédito: Reprodução

As informações iniciais dão conta de que um homem armado invadiu o ônibus, entregou um cartaz ao motorista, jogou gasolina no coletivo, ateou fogo e fugiu. A viatura dos Bombeiros se deslocou até a região.  

Antes de incendiar o ônibus em Viana,  o criminoso entregou um cartaz ao motorista que dizia que o ataque era uma represália
Antes de incendiar o ônibus em Viana, o criminoso entregou um cartaz ao motorista que dizia que o ataque era uma represália . Crédito: Internauta

Antes de incendiar o veículo, o homem teria entregado um cartaz ao motorista que dizia que o ataque era uma represália aos maus tratos dentro dos presídios capixabas. O cartaz, assinado como "sistema prisional capixaba", também pedia o retorno das visitas aos presídios, suspensas desde março por causa da pandemia de coronavírus. Veja vídeo:

Por nota, a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou "que atua em consonância com a Lei de Execuções Penais, sempre pautada em preservar os direitos da pessoa humana. Denúncias de agressão cometida nas unidades podem ser encaminhadas à Corregedoria para devida apuração dos fatos".

A Sejus esclareceu ainda que "em decorrência da pandemia do novo Coronavírus, estabeleceu medidas de prevenção e controle da doença em todas as unidades, incluindo a suspensão das visitas íntimas e sociais até o dia 31 de julho. A mudança no procedimento é analisada de acordo com o cenário e de forma gradativa a fim de preservar a saúde de todos os envolvidos no sistema prisional", informou na nota.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) foi demandada para se posicionar sobre o ataque e assim que houver retorno este texto será atualizado.

Mais informações em instantes

Bombeiros Sistema Transcol Viana ônibus viana Incêndio

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.