ASSINE

Delegacia no Sul do ES é fechada para detonação de dinamite

O artefato foi apreendido durante uma operação e o plantão da unidade policial precisou ser paralisado, por quase seis horas, para destruição do material

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 12/02/2022 às 19h05
A interdição do plantão ocorreu  entre 19:00 e 00:40 horas
A paralisação do plantão na delegacia ocorreu das 19 horas de sexta-feira até 0h40 deste sábado. Crédito: Divulgação - Polícia Civil

O plantão da Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, ficou paralisado por quase seis horas para a explosão de uma dinamite. O artefato foi apreendido durante uma operação policial na manhã desta sexta-feira (11) no município. Além da dinamite, na ação foram apreendidas drogas, armas e radiocomunicadores.

De acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil, a interdição do plantão ocorreu das 19 horas de sexta-feira até 0h40 deste sábado, seguindo normas institucionais quando são feitas apreensões de artefatos explosivos.

A dinamite foi detonada pelo esquadrão antibombas do Batalhão de Missões Especiais. O artefato é similar a um fragmentador de rochas, geralmente utilizado na detonação em pedreiras.

A Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) vai seguir com as investigações para descobrir a origem da dinamite e para que seria utilizada.

OPERAÇÃO

A Delegacia Especializada em Investigações Criminais (Deic) de Cachoeiro de Itapemirim deflagrou, nessa sexta-feira (11), a segunda fase da Operação The Protector. A ação aconteceu no bairro Zumbi e resultou na apreensão de armas e drogas.

O foco da operação era o cumprimento de mandados de busca e apreensão decorrentes das investigações sobre o roubo a uma lanchonete ocorrido no dia 16 de setembro do ano passado. Três suspeitos foram identificados como envolvidos no crime. A investigação está em andamento e, até o momento, ninguém foi preso pelo crime.

Este vídeo pode te interessar

Ao todo foram apreendidas 600 buchas de maconha, um tablete de um quilo de maconha, 424 pinos de cocaína, 105 pedras de "crack", uma porção de crack e uma porção de cocaína. Além de uma dinamite, duas armas de fogo, sendo um rifle calibre 44 e uma espingarda calibre 38, dois radiocomunicadores, milhares de pinos vazios, utilizados para embalar a droga para venda e onze cartuchos de munição calibre 44.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.