ASSINE

Após ser solto por criminoso, homem anda descalço de Iconha a Vargem Alta

Nerli de Andrade foi rendido por um homem no interior de Anchieta, abandonado em Iconha, e encontrado em Vargem Alta. Ele caminhou durante a noite

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 20/04/2021 às 12h11
Nerli de Andrade foi rendido por um homem no interior de Anchieta, abandonado em Iconha, e encontrado em Vargem Alta
Após ser rendido em Anchieta, homem é encontrado com vida em Vargem Alta. Crédito: Arquivo pessoal

Um homem passou uma noite andando sozinho e descalço no meio do bananal entre Iconha e Vargem Alta, após ser rendido no interior de Anchieta e abandonado em seguida, no Sul do Espírito Santo. Nerli de Andrade Nunes Gomes, de 36 anos, caminhou por cerca de 20 quilômetros até ser encontrado.

Segundo o irmão da vítima, Euceny de Andrade, Nerli desapareceu no fim do último domingo (18), quando passava o fim de semana com a esposa e o filho, na localidade de Recanto do Sol, em Anchieta.

“Meu irmão trabalha de vigilante em uma escola, em Viana, onde ele está morando e vem sempre no fim de semana para a casa de papai ou do sogro dele. Após o almoço, ele foi para a casa do sogro e precisou voltar para casa de papai para buscar a bolsa do filho que eles esqueceram. Foi nesse momento que ele desapareceu”, contou Euceny.

Ainda segundo o irmão da vítima, assim que eles perceberam que Nerli estava demorando demais, começaram a procurar, suspeitando de algum acidente. Como não localizaram o irmão, nem o veículo, começaram a divulgar que ele havia desaparecido com o carro.

“Por volta das 19h30, ficamos sabendo que o carro estava em Duas Barras, no município de Iconha. Chegando lá, com a presença da polícia, encontramos o carro abandonado e o chinelo dele perto de um bananal. Foi um susto. Uma angústia”, relatou Euceny.

Na manhã de segunda-feira (19), Nerli foi encontrado em Vargem Alta, há cerca de 20 quilômetros de onde foi abandonado. Ele estava assustado e com os pés doloridos. “Ele andou a noite toda e, como não sabia onde pisava e onde estava, acabou machucando os pés. Quando ele chegou em Vargem Alta, perguntou onde era a delegacia e uma moça o reconheceu pelas fotos que estavam nas redes sociais. Ela ajudou ele a chegar até a polícia de lá”, contou o irmão.

De acordo com a Polícia Militar, Nerli chegou ao 3º Pelotão da 2ª Companhia do 9º Batalhão, em Vargem Alta, relatando o que havia acontecido e os policiais fizeram contato com a esposa dele. Em seguida, o irmão foi buscá-lo.

RENDIDO EM ANCHIETA

Para a família, Nerli contou que o homem entrou na frente do seu carro com uma arma e quando ele parou, o homem entrou no banco de trás, abaixou e mandou que ele seguisse sentido Vargem Alta. Mas, quando passava pelo interior de Iconha, mandou ele sair, abandonar o carro e seguir sem olhar para trás.

Nesta terça-feira (20), Nerli informou que está descansando e tentando relaxar com a família. Ele não foi agredido e nenhum objeto foi levado. A família da vítima disse não saber a motivação e suspeitam que o homem tenha rendido Nerli apenas para fugir do local em que estava.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Delegacia de Polícia de Iconha. Até o momento nenhum suspeito foi detido e outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.