ASSINE

Homem é morto a tiros dentro de casa em Linhares

A vítima havia alugado a casa na última sexta-feira (30) e já teria chegado ao local baleado

Publicado em 03/12/2018 às 17h35
Delegacia Regional de Linhares, onde acusados de estupro ficaram presos. Crédito: Loreta Fagionato
Delegacia Regional de Linhares, onde acusados de estupro ficaram presos. Crédito: Loreta Fagionato

Um homem foi morto a tiros dentro de casa na manhã desta segunda-feira (03) em Linhares, no Norte do Estado.

De acordo com a Polícia Militar (PM), vizinhos relataram aos militares que dois suspeitos, que aparentavam ser menores de idade, entraram no quintal da residência da vítima, no bairro Juparanã por volta de 10h30, e ficaram conversando com ele.

Momentos depois, populares teriam ouvido vários disparos de arma de fogo. Os dois suspeitos saíram correndo da residência com duas malas de viagem pretas. Um veículo modelo Fiat Siena foi visto do lado de fora e deu cobertura na fuga dos suspeitos. 

Dentro da residência, a PM encontrou um caderno de anotações referentes à vendas de entorpecentes.

Os militares procuraram a proprietária do imóvel. Ela informou que uma a tia alugou a casa para um casal na última sexta-feira (30). No dia, a vítima chegou ao local baleado em um táxi junto com uma mulher. Ele teria informado que foi baleado no bairro Santa Cruz e por ter um mandado de prisão em aberto, iria cuidar dos ferimentos em casa.

 

A assessoria da Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Linhares e até o momento não houve detidos.

 

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares para identificação e outras informações não seriam passadas, para não atrapalharem o andamento das investigações. Denúncias que auxiliem no trabalho da policia e contribuam para identificação de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque - Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br. O sigilo e anonimato são garantidos e no site, é possível a pessoa anexar imagens e vídeos de ações criminosas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
linhares linhares

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.