ASSINE

Sesp e Ceturb montam força-tarefa para garantir ônibus durante a greve

Policiais vão ficar em terminais e garagens das empresas monitorando todas as atividades, inclusive gravando imagens, informou o secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues

Publicado em 02/12/2018 às 17h13
A coletiva foi realizada na tarde deste domingo (2). Crédito: Divulgação | Sesp
A coletiva foi realizada na tarde deste domingo (2). Crédito: Divulgação | Sesp

O secretário de Estado da Segurança Pública, Nylton Rodrigues, e o diretor-presidente da Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES), Alex Mariano, atenderam a imprensa na tarde deste domingo (2) e garantiram uma força-tarefa especial durante a greve dos rodoviários no Espírito Santo. O secretário informou que, já a partir das 4h desta segunda-feira (3), policiais já estarão mobilizados nas ruas com o gerenciamento de crises funcionando.

"Teremos policiais militares à frente de todos os terminais, das garagens, o serviço de inteligência da Polícia Militar, Polícia Civil e da própria Secretaria de Segurança vão monitorar todas as atividades, inclusive gravando imagens", detalhou. Uma liminar expedida pela Justiça do Trabalho determina o funcionamento de 70% da frota de ônibus das 6h às 9h e das 17h às 20h. 

"Nos demais horários, 50% das frotas devem circular. A liminar proíbe bloqueios nas garagens, passeadas e bloqueios de vias; então, as forças policiais do Espírito Santo já possuem a determinação de fazer garantir esta liminar", disse Nylton Rodrigues.

O secretário ainda fez um apelo aos motoristas, lembrando que estamos no final do ano. "É um momento importante para os nossos estudantes, que precisam chegar nas escolas para fazer suas provas e encerrar o ano letivo. Momento importante para o comércio. Estamos enfrentando a maior crise econômica do Brasil, e é justamente neste momento que nossos comerciantes têm a oportunidade de aumentar as suas rendas", concluiu.

CETURB

O diretor-presidente da Ceturb-ES também participou da coletiva e ressaltou que, caso necessário, uma frota reserva será acionada para auxiliar no funcionamento do sistema Transcol durante a greve dos motoristas de ônibus.

"Então, no pico, onde verificarmos a maior demanda, essa frota pode ser articulada, pode ser retirada de um local para os outros. Vamos fazer com que se cumpram os 70%, tanto nas linhas alimentadoras, quanto nas troncais. Isso significa que todos os bairros terão atendimento, mesmo aquele que tem apenas um ônibus, ele vai continuar circulando", informou.

O diretor-presidente informou, ainda, que aproximadamente 700 mil pessoas podem ser prejudicadas por dia com a greve. "O foco será nos terminais de Laranjeiras e de Vila Velha, onde o fluxo é maior. Cerca de 898 ônibus vão circular no horário em que 70% vai circular; e 713 coletivos quando for 50%" concluiu.

A Gazeta integra o

Saiba mais
ceturb espírito santo grande vitória greve espírito santo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.