ASSINE

Problema em gerador de energia suspende cirurgias no Hucam

Não há previsão de quando procedimentos agendados serão realizados

Publicado em 25/02/2019 às 21h08
 . Crédito: Guilherme Ferrari
. Crédito: Guilherme Ferrari

O Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes (Hucam) suspendeu temporariamente as cirurgias eletivas, procedimentos médicos que são programados, após geradores apresentarem instabilidade e causar picos de energia. Não há previsão de quando esse tipo de procedimento voltará a ser realizado.

No entanto, as cirurgias de emergência estão mantidas em três salas cujo gerador não pertence ao grupo que apresentou instabilidade. Quem ficou prejudicada com a situação foi o paciente Sérgio Polez, que está com endocardite infecciosa, infecção do revestimento interno do coração, e precisa de uma cirurgia.

Selma Polez desabafa sobre a situação do irmão que precisa de cirurgia. Crédito: TV Gazeta
Selma Polez desabafa sobre a situação do irmão que precisa de cirurgia. Crédito: TV Gazeta

A irmã dele, Selma Polez, disse que a cirurgia cardíaca estava marcada para sexta-feira (22), mas foi adiada para esta segunda-feira (25). Ele foi orientado a ficar em jejum para realizar o procedimento, mas a cirurgia foi novamente desmarcada devido aos problemas com energia.

“Eles alegam que a cirurgia é eletiva, mas eu tenho um laudo dizendo que é de urgência. A situação dele é grave e até agora nada. O risco de uma embolia, de um AVC, é enorme. A equipe médica de cirurgia cardíaca disse que ele já deveria ter feito essa cirurgia. Ele corre sérios riscos de morrer”, disse Selma.

Irmã mostra laudo médico sobre o irmão que está à espera de cirurgia no Hucam. Crédito: Tv Gazeta
Irmã mostra laudo médico sobre o irmão que está à espera de cirurgia no Hucam. Crédito: Tv Gazeta

O QUE DIZ O HOSPITAL

O Hucam informou, por meio de nota, que diante da instabilidade no fornecimento de energia elétrica na região do hospital, um grupo de geradores específico apresentou necessidade de manutenção no sistema de arrefecimento do motor diesel.

“As equipes técnicas responsáveis já se reuniram no dia de hoje (segunda-feira) e contataram a empresa responsável pela realização de serviços emergenciais de manutenção”, disse.

O hospital esclarece que está estudando a possibilidade de realizar uma locação emergencial de grupo gerador equivalente, para contingenciar as cargas assistenciais, até a finalização dessa manutenção.

Em relação ao caso do paciente Sérgio Polez, disse que não iria se pronunciar no momento. Ao ser questionada sobre o número de cirurgias desmarcadas, disse que ainda não tinha conhecimento da quantidade. Ainda não há uma data certa para a volta das cirurgias eletivas

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.