ASSINE

Irmãos ensinam inglês para ajudar crianças e adolescentes carentes

Após estudar a língua em Havard, dupla dá aulas em projeto no bairro Guaraciaba, na Serra

Publicado em 03/12/2018 às 20h50
Jean Nay Araújo Faria e a irmã, Clotildes Araújo, começaram a dar aulas com os próprios materiais. Crédito: Carlos Alberto Silva
Jean Nay Araújo Faria e a irmã, Clotildes Araújo, começaram a dar aulas com os próprios materiais. Crédito: Carlos Alberto Silva

“A alegria é saber que eles vão vencer.” A frase é da professora de inglês Clotildes Araújo, que com seu irmão, Jean Nay Araújo Faria, toca o projeto New Hope – em inglês, Nova Esperança. A iniciativa consiste em ensinar inglês de forma gratuita para crianças e adolescentes no bairro Guaraciaba, na Serra.

Os irmãos moraram nos Estados Unidos, ele por três anos e ela por 15. Lá estudaram a língua inglesa na Universidade de Harvard, na cidade de Cambridge. De volta ao Brasil, resolveram começar um projeto que pudesse ajudar crianças e adolescentes sem recursos a mudar a própria realidade.

“Inicialmente, começamos só com os materiais que tínhamos. Livros, lápis, apostilas, tudo que tínhamos em casa. Agora conseguimos doações de apostilas e esperamos que mais pessoas apoiem esse projeto”, torce Jean.

Clotildes já havia feito trabalho voluntário voltado para crianças carentes antes de sua ida aos Estados Unidos. Quando voltou, encontrou aquelas crianças com quem fez sua ação voluntária. Elas já eram adultas e a realidade delas estava completamente transformada. Isso a inspirou a continuar seu trabalho de assistência social.

“Pensei muito sobre o que eu poderia oferecer a essas crianças para dar a elas a ferramenta para mudar a própria realidade. O inglês coube perfeitamente, porque pode mudar a forma como uma empresa os vê quando eles forem menores aprendizes, por exemplo, tornando-os mais competitivos para o mercado”, explica.

O curso, por sinal, tem oferecido muito mais do que aulas de inglês: tem abarcado conteúdos de educação financeira, empreendedorismo e palestras motivacionais.

“No começo as aulas tinham duração de uma hora, mas os alunos não queriam ir embora, e foi nesse momento que tive a ideia de trazer outros conteúdos de valor para eles. Semanalmente passo vídeos de educação financeira para crianças, além de promover palestras motivacionais e sobre empreendedorismo, com o intuito de fazê-los perceber o potencial deles”, afirma.

Clotildes Araújo, professora de inglês

O inglês pode mudar a forma como uma empresa vê esses meninos quando eles forem menores aprendizes

O projeto New Hope tem esse nome por surgir de uma vontade de mudar a vida dos alunos por meio da educação. “Essa criança que está aqui, que não tem muita perspectiva, passa a sonhar, e nosso dever é justamente dar essa nova esperança. Que ela sonhe e saiba que o hoje dela não determina o amanhã. Que ela pode vencer!”, diz entusiasmada.

APOIO

As aulas ocorrem aos sábados, das 16h às 17h30, na Igreja Assembleia de Deus Vivendo a Palavra, espaço cedido pelo pastor Daniel Guimarães, que prontamente apoiou o projeto. Os 30 alunos atendidos se dividem em duas turmas, uma de crianças até 7 anos e outra de jovens e adolescentes de até 16 anos.

Atualmente, para manter o projeto, eles têm precisado de uma impressora, para tirar xerox das apostilas, e livros de (ou em) inglês. Quem quiser ajudar o projeto, que não tem fins lucrativos, pode entrar em contato com os irmãos pelos telefones (27) 99900-5419 (Jean) e (27) 99872-6007 (Clotildes).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.