ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Entenda as razões para a Serra ser o município mais populoso do ES

São 517.510 habitantes, conforme estimativas do IBGE. Em todo o país, apenas 25 cidades passaram da marca de mais de meio milhão de moradores

Publicado em 28/08/2019 às 18h28
Vista aérea da Serra: município é o mais populoso do Estado e ultrapassou meio milhão de habitantes. Crédito:  Carlos Alberto Silva - GZ
Vista aérea da Serra: município é o mais populoso do Estado e ultrapassou meio milhão de habitantes. Crédito: Carlos Alberto Silva - GZ

Único município capixaba com mais de meio milhão de habitantes, a Serra é também o mais populoso do Estado. A estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para 2019 é de 517.510 habitantes na maior cidade da região metropolitana. No país, apenas 25 municípios - com exceção de capitais - passaram dos 500 mil. Mas você sabe por que a Serra está no topo do ranking?

LIMITES TERRITORIAIS

Até 2012, era Vila Velha que liderava as estimativas populacionais do Estado. No ano seguinte, após um acordo com o município de Vitória para redefinição de limites territoriais, a Serra assumiu a primeira posição. Bairro de Fátima, Hélio Ferraz e Carapina I, antes alvos de disputa judicial, passaram à jurisdição serrana. Vila Velha, desde então, está em segundo lugar, e atualmente registra 493.838 habitantes. 

CRESCIMENTO

Mesmo com essa variável, Pablo Lira, diretor do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e pesquisador de aspectos demográficos, afirma que, em algum momento, a Serra iria mesmo ultrapassar Vila Velha, independentemente das mudanças relacionadas aos limites geográficos com Vitória. "Esse fato só antecipou o processo. A taxa de crescimento populacional na Serra é maior do que a de Vila Velha, ou seja, o ritmo é mais acelerado." De 2018 para 2019, a taxa em Vila Velha foi de 19,4%, enquanto na Serra foi de 27,87%.

PERFIL ECONÔMICO

Além disso, embora os dois municípios disponham de área territorial para expandir a ocupação imobiliária, Lira avalia que a Serra tem maior dinamismo econômico, com a presença de grandes indústrias, empresas de logística e comércio exterior, o que atrai a população em busca de emprego. Comércio e serviços também têm forte presença no município.

Danielle e Jackson: o casal vivia no Rio de Janeiro e escolheu a Serra para morar ao retornar para o Estado. Crédito: Acervo pessoal
Danielle e Jackson: o casal vivia no Rio de Janeiro e escolheu a Serra para morar ao retornar para o Estado. Crédito: Acervo pessoal

SEGURANÇA

Na contagem populacional da Serra, a advogada Danielle Marques de Abreu, 42 anos, começou a fazer parte em janeiro junto com o marido Jackson Alves Carvalho. Por cerca de 10 anos, ela morou na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, mas o casal optou por voltar para o Estado em razão da falta de segurança na cidade em que vivia. "E decidimos pela Serra ao encontrar um lugar que nos parece tranquilo, um bairro residencial, bom de morar", ressalta. 

O município da Serra, nos últimos anos, tem conseguido diminuir os indicadores de violência, com destaque para a queda de 42% no número de homicídios entre 2017 e 2018, cuja tendência de redução se mantém em 2019.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais
serra

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.