ASSINE

Cerco Inteligente ainda sem data pra ser ampliado, diz Sesp

O projeto é baseado na experiência da Prefeitura de Vitória, que instalou câmeras com leituras inteligentes em pontos estratégicos da cidade

Publicado em 02/08/2019 às 12h27
Cerco Inteligente, na cidade de Vitória. Crédito: Carlos Antolini
Cerco Inteligente, na cidade de Vitória. Crédito: Carlos Antolini

A Grande Vitória registrou uma média de 15 furtos e roubos de carro por dia no primeiro semestre e um projeto apontado como de grande importância para recuperar esses veículos, o Cerco Inteligente, ainda não tem data prevista para ser ampliado na região e em cidades do interior, segundo a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp).

O projeto é baseado na experiência da Prefeitura de Vitória, que instalou câmeras com leituras inteligentes em pontos estratégicos da cidade. As câmeras fotografam todos os veículos que passam pelas barreiras e, em caso de restrição de furto e roubo a algum automóvel, um alarme é disparado na Central Integrada de Operações e Videomonitoramento, que repassa as informações do veículo às equipes da Guarda Municipal e da Polícia Militar para realizar a abordagem. Com o Cerco Inteligente, o número de ocorrências de furto e roubo de veículos na Capital teve redução de cerca de 60%.

O secretário de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha, Oberacy Emerich Júnior, disse, no entanto, que o governo sinalizou que pretende fazer essa ampliação até o final do ano.

Ele contou que a prefeitura já tinha em caixa recursos pra fazer ela mesma um cerco inteligente, mas que diante da sinalização do governo do Estado de ampliar o sistema, optou por usar esse dinheiro em caixa na aquisição de mais câmeras que serão usadas na fiscalização de trânsito na cidade.

"Nós vamos dobrar a nossa capacidade de visualização da cidade. Vamos comprar mais 200 câmeras, vamos melhorar também a recepção das imagens, que é feita via rádio e oscila muito, vamos melhorar isso. Todo recurso, na ordem de R$ 2 milhões, será usado em tecnologia", revela.

Integração

Oberacy disse que, em diálogo, o governo e a prefeitura entenderam que seria melhor que a administração fizesse essa instalação do Cerco Inteligente porque facilitaria a integração com as câmeras dos outros municípios da Grande Vitória.

Diante da informação, repassada pelo secretário de Defesa Social e Trânsito de Vila Velha, Oberacy Emerich, a CBN entrou novamente em contato com a Sesp para conferir se esse prazo previsto até o final do ano para a ampliação do Cerco Inteligente se confirmava. A Sesp respondeu que mantinha o posicionamento inicial enviado para a reportagem, que dizia que não tinha data prevista para essa ampliação.

Ranking por Município

A Serra lidera o ranking, com 886 casos de furtos e roubos de veículos. Em seguida, aparece Vila Velha, com 743, e Cariacica, com 678. Vitória teve 336 furtos de e roubos de janeiro a junho deste anos. O número de 2019 é menor do que no ano passado, que registrou 3621 casos, uma média de mais de 20 ocorrências por dia.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais
cbn vitoria polícia civil reportagens veículos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.