ASSINE

Antônio Bezerra será o primeiro hospital administrado por estatal

A secretaria espera que outros 12 hospitais do Estado sigam o mesmo modelo nos próximos 18 meses

Publicado em 30/07/2019 às 12h46
Atualizado em 26/09/2019 às 10h44
O Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha. Crédito: Vitor Jubini
O Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha. Crédito: Vitor Jubini

O hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha, será o primeiro do Estado a ser gerido no modelo de Fundação Estatal de Saúde. A expectativa, segundo o secretário de Estado de Saúde, Nésio Fernandes, é de que ele passe  à nova administração até o fim deste ano. O secretário afirmou ainda que espera que outros 12 hospitais do Estado sigam o mesmo modelo nos próximos 18 meses. Os  quatro outros hospitais públicos do Estado são geridos atualmente por Organizações Sociais (OSs) e não sofrerão alterações

A Fundação Estatal de Saúde é uma fundação sem fins lucrativos, que funcionará como prestadora de serviços públicos contratada pelo governo do Estado. A estatal não terá um orçamento anual e só receberá repasses mediante o cumprimento de metas mensais fixadas em contratos assinados com o Governo.

Ela ficará responsável pela contratação de funcionários mediantes concurso, pelos processos de licitação para a compra de equipamentos, reformas entre outras situações necessárias para a gestão. Os profissionais que trabalharão para a Fundação serão contratados em regime celetista, ou seja, regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Eles não serão servidores públicos estatutários. 

IMPLANTAÇÃO

A criação da fundação estatal precisa ser autorizada pela Assembléia Legislativa do Estado. O Projeto de Lei (PL) para a implantação do modelo novo será encaminhado para a Ales já em agosto. Caso a proposta seja aprovada, a Sesa terá entre 90 e 120 dias para obter o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e instituir o conselho administrativo da fundação.

Após instituída, a Fundação receberá uma transferência de patrimônio inicial que, segundo Nésio Fernandes, será o próprio hospital Antônio Bezerra de Faria. "Como temos interesse que a fundação tenha certificado de filantropia, é necessário que ela tenha serviço próprio e que seja mais de 60% voltado para o SUS. A partir desta criação, e de ela ter um serviço próprio, ela poderá ter contratos de gestão com outros hospitais", explicou o secretário.

A Gazeta integra o

Saiba mais
saude vila velha

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.