ASSINE

ES quer reduzir de 22% para 14% contribuição patronal a servidores

A medida tem como um dos objetivos igualar as alíquotas praticadas ao nível estadual com a federal, o que possibilitará que mais capital circule no Estado. A ação visa reduzir os efeitos da crise provocada pelo disseminação do coronavírus

Publicado em 24/03/2020 às 20h46
Atualizado em 24/03/2020 às 22h23
O Palácio Anchieta já foi residência dos jesuítas
Palácio Anchieta: sede do governo estadual. Crédito: Setur

O governo do Espírito Santo quer reduzir a contribuição patronal à previdência estadual dos servidores públicos de 22% para 14%. A medida tem como um dos objetivos igualar as alíquotas praticadas ao nível estadual com a federal. Além disso, possibilitará que mais capital circule no Estado, já que os descontos serão menores. Com isso, a ideia é fortalecer a economia e as contas públicas, prejudicadas pelo coronavírus.

A mensagem nº 051/2020 com o pedido do Projeto de Lei para alterar a redação do artigo 40 da Lei Complementar 282 /2004, foi encaminhada nesta terça-feira (24) à Assembleia Legislativa. A redução será para servidores dos Poderes Executivo, Judiciário e Legislativo, inclusive do Tribunal de Contras, do Ministério Público e da Defensoria Pública. A medida faz parte de um pacote de ações enviadas pelo Executivo para a Assembleia a fim de frear os efeitos da crise no Estado.

Ainda de acordo com o texto, a contribuição mensal compulsória vai incidir sobre o total de base de contribuição do servidor ativo. Ela também esclarece que a mudança não terá nenhum impacto no Fundo Financeiro que recebe aportes do Estado para suprir o déficit previdenciário.

Além desse projeto, o governador Renato Casagrande também enviou à Casa mensagem solicitando o reconhecimento do estado de calamidade pública no Espírito Santo até 31 de dezembro de 2020 em virtude do novo coronavírus. E também projetos que tratam de outras medidas a serem adotadas, como o remanejamento de servidores para a Secretaria da Saúde. São citados ainda o Ministério Público e o Tribunal de Contas estaduais.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.