ASSINE

Sindicatos fazem carreata contra retorno às aulas presenciais no ES

O grupo também protesta contra a reforma administrativa, que acaba com a estabilidade de parte dos servidores públicos, além de pedir a saída do presidente Jair Bolsonaro (sem partido)

Publicado em 01/02/2021 às 10h29
Atualizado em 01/02/2021 às 10h48
Carreata acontece na manhã desta segunda
Sindicatos fazem carreata contra retorno às aulas no ES. Crédito: Ricardo Medeiros

Sindicalistas realizam uma carreata na manhã desta segunda-feira (1º) em protesto contra o retorno das aulas presenciais sem uma vacinação em massa contra a Covid-19. O grupo também protesta contra a reforma administrativa, que acaba com a estabilidade de parte dos servidores públicos, além de pedir a saída do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os manifestantes começaram a se concentrar por volta das 8h30 em frente a uma das entradas do campus da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) em Goiabeiras, Vitória. Depois, seguiram em carreata em direção à Reta da Penha. Os organizadores preveem uma parada na sede do Tribunal de Justiça do Espírito Santo e depois continuarão até o Palácio Anchieta.

Os professores fizeram carreata contra as aulas presenciais na rede pública sem vacina.
Os professores fizeram carreata contra as aulas presenciais na rede pública sem vacina. . Crédito: Ricardo Medeiros

RETORNO ÀS AULAS

A Secretaria do Estado de Educação (Sedu) informou que todas as escolas públicas, municipais e estaduais, retornarão ao ensino presencial, mesmo que de forma híbrida, até o dia 1º de março no Espírito Santo. O funcionamento adotará medidas sanitárias de segurança para evitar a contaminação por coronavírus. A decisão, comunicada em coletiva de imprensa virtual nesta manhã de quarta-feira (28), foi tomada juntamente com os municípios, segundo a Sedu, de forma unânime.

O secretário de Educação do Espírito Santo, Vitor de Angelo, afirmou que a retomada do ensino acontece a partir do dia 3 de fevereiro, com os gestores municipais tendo a liberdade para escolher como se dará o início das atividades escolares: de forma remota, híbrida ou totalmente presencial. A partir do dia primeiro de março, porém, o secretário ressaltou que todas as escolas estarão abertas , podendo funcionar em regime totalmente presencial ou híbrido.

"Tivemos a decisão de consenso de que, no máximo, até primeiro de março, as redes voltarão com as atividades presenciais, num modelo híbrido durante um bom tempo, respeitando os protocolos e dentro da liberdade de cada gestor, dentro da liberdade de escolher, como se dará a volta, se por etapa ou contemplando atividades específicas. A decisão consensual é de que é importante voltar às aulas presenciais, observando os protocolos e a classificação do mapa de risco como referência. Retomada entre 3 de fevereiro e 1 de março. O mês de fevereiro é um mês curto, então para que algumas redes consigam se organizar, mais algumas semanas poderiam ser necessárias" , disse o secretário, Vitor de Angelo.

Carreata conta retorno das aulas presenciais sem uma vacinação em massa contra a Covid-19

Sindicalistas realizam uma carreata na manhã desta segunda-feira (1º) 
Sindicalistas realizam uma carreata na manhã desta segunda-feira (1º) . Ricardo Medeiros
O protesto foi contra o retorno das aulas presenciais sem uma vacinação em massa contra a Covid-19 
O protesto foi contra o retorno das aulas presenciais sem uma vacinação em massa contra a Covid-19 . Ricardo Medeiros
O grupo também protesta contra a reforma administrativa e pede a saída do presidente Jair Bolsonaro
O grupo também protesta contra a reforma administrativa e pede a saída do presidente Jair Bolsonaro. Ricardo Medeiros
A concentração para a carreata foi na Ufes
A concentração para a carreata foi na Ufes. Ricardo Medeiros
Manifestante pinta o vidro do carro
Manifestante pinta o vidro do carro. Ricardo Medeiros
Manifestante pinta o vidro dos carros
Manifestante pinta o vidro dos carros. Ricardo Medeiros
Manifestante pinta o vidro dos carros
Manifestante pinta o vidro dos carros. Ricardo Medeiros
Manifestante usa máscara com as palavras
Manifestante usa máscara com as palavras "fora Bolsonaro". Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
 
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha  . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha . Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha. Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha. Ricardo Medeiros
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha
Os manifestantes seguiram  em carreata em direção à Reta da Penha

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.