ASSINE

Presidente Kennedy vai ganhar campus do Ifes, mas obra será paga pela prefeitura

Anúncio foi feito pelo ministro da Educação, que nesta quinta-feira (19) esteve na cidade para lançar a pedra fundamental da obra. No entanto, o governo federal não vai destinar recursos para a construção

Publicado em 19/08/2021 às 21h45
Cerimônia de lançamento da pedra fundamental do campus do Ifes em Presidente Kennedy teve participação do ministro da Educação, do governador do ES e de parlamentares
Cerimônia de lançamento da pedra fundamental do campus do Ifes em Presidente Kennedy teve participação do ministro da Educação, do governador do ES e de parlamentares. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

O município de Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo, vai ganhar um campus do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Milton Ribeiro, que nesta quinta-feira (19) esteve na cidade para lançar a pedra fundamental da obra. No entanto, a construção será totalmente bancada pela prefeitura.

Para a obra da nova unidade de ensino técnico, a administração municipal de Presidente Kennedy cedeu o terreno e vai desembolsar R$ 48 milhões com a construção, segundo apurou o G1 Espírito Santo. Com a inauguração, o Ifes chegará a 23 campi no Estado.

Kennedy é uma das cidades mais ricas do Estado em proporção ao número de habitantes, segundo o cálculo do PIB per capita que é feito pelo IBGE. O município é um grande produtor de petróleo e gás e, por isso, recebeu no último ano R$ 152 milhões em royalties. Pela lei, 75% desses recursos devem ser aplicados na área de educação.

Segundo a prefeitura, a negociação para que um campus do Instituto Federal fosse instalado em Presidente Kennedy levou dois anos. A expectativa da administração municipal é que a unidade fique pronta em dois anos após o início da obra.

As aulas, no entanto, devem começar a ser ministradas antes disso. A prefeitura vai ceder o espaço de uma escola municipal para o Ifes até que o prédio seja finalizado.

De acordo com o Ifes, a unidade terá capacidade de 1.200 alunos e os cursos ainda serão definidos em debate com a comunidade. Para essa definição, será levado em consideração o mercado produtivo local.

ONDE ENTRA O GOVERNO FEDERAL

O papel do Ministério da Educação (MEC) no processo, de acordo com o Ifes, foi o de autorizar a implantação. Futuramente, quando o local estiver construído e equipado, o ministério será o responsável pelo custeio da unidade.

Para isso, o MEC vai publicar uma portaria autorizando o funcionamento, com cargos, funções e valores para custeio da instituição.

De acordo com a pasta, o orçamento de repasses para o Ifes em 2021 é de R$ 745 milhões. O valor é R$ 23 milhões menor do que estava previsto para 2020. No ano passado, porém, o MEC executou R$ 657 milhões do orçamento para a unidade, 14% menor do que estava previsto.

Presidente Kennedy: proximidade com Rio de Janeiro facilitou a propagação da Covid-19 na cidade
Presidente Kennedy: cidade vai ganhar campus do Ifes. Crédito: Divulgação

De acordo com o reitor do Ifes, Jadir Pela, o acordo mais comum para construção das unidades envolve apenas a doação do terreno por parte do Estado ou da prefeitura. Não é comum, segundo ele, que prefeituras banquem a construção e equipamento dos institutos.

Jadir Pela

Reitor do Ifes

"Todos os IFs quando são criados ou a prefeitura ou o governo do Estado cedem o terreno, mas construir não. Isso é uma condição diferente porque a prefeitura tem recursos para construir a unidade "

Por nota, o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) informou,  que o modelo utilizado na obra do futuro campus do Ifes - no qual a prefeitura será responsável por pagar toda a obra - é uma excepcionalidade.

Apesar de ser um fato excepcional, o Conif disse ainda que a parceria foi oportuna "principalmente levando em consideração a situação financeira que a Rede Federal se encontra atualmente".

* Com informações do G1 ES

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.