ASSINE

Igreja de Nossa Senhora do Rosário, em Vila Velha, será reaberta

A partir do mês de outubro, haverá missas aos domingos e as visitas serão de segunda a sexta, das 9h às 17h; veja mais detalhes

Publicado em 17/09/2020 às 23h42
Atualizado em 18/09/2020 às 09h38
Igreja do Rosário, na Prainha de Vila Velha
Igreja do Rosário, na Prainha de Vila Velha. Crédito: Carlos Alberto Silva

A Igreja mais antiga do Brasil, ainda em atividade, que representa um marco na colonização do solo Espírito-Santense, a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, na Prainha em Vila Velha, será reaberta a partir da próxima quarta-feira (23).

Desde o início da pandemia, o Arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos fez alguns decretos e orientações indicando aos padres, diáconos e religiosos como proceder com as atividades nas paróquias e comunidades da Arquidiocese de Vitória.

“Voltar a celebrar com a presença dos fiéis e também abrir as portas para visitação alegra os nossos corações. Mas, diante deste tempo de pandemia do novo coronavírus, é nosso dever de cristãos assumir o compromisso de amor com o próximo. É importante que cada um faça sua parte, cuidando da vida e da saúde”, destaca o pároco da Paróquia do Rosário e Santuário do Divino Espírito Santo, Frei Djalmo Fuck.

Dom Dario recriou a Comissão Justiça e Paz, extinta pelo seu antecessor
Dom Dario, Arcebispo de Vitória. Crédito: Arquivo

COMO VAI FUNCIONAR

  • Neste mês de setembro as visitas poderão acontecer de quarta a sexta, das 9h às 17h. A partir do mês de outubro, as visitas serão de segunda a sexta, das 9h às 17h. As missas acontecem todos os domingos, às 8h;
  • Uso obrigatório de máscara, álcool em gel e na porta haverá aferição de temperatura.

As regras para as celebrações e visitação dos fiéis, no contexto da pandemia da Covid-19, baseiam-se nas orientações que a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil apresentou, com adaptações que foram feitas pela Arquidiocese de Vitória, sob o acompanhamento das autoridades públicas e sanitárias.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a igreja do Rosário é  um marco na Colonização do Solo Espírito-Santense.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.