ASSINE

Três em cada quatro propriedades agropecuárias no ES são familiares

Segundo o IBGE, o Estado tem 108 mil estabelecimentos de agricultura e pecuária, houve um crescimento de 28% na última década

Publicado em 28/10/2019 às 15h18
Plantio próximo às montanhas utilizando irrigação. Crédito: Pixabay
Plantio próximo às montanhas utilizando irrigação. Crédito: Pixabay

No Espírito Santo, três em cada quatro propriedade da agricultura e da pecuária tem origem familiar. O Censo Agro 2017, divulgado na tarde desta sexta-feira (25), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), identificou 108.014 estabelecimentos agropecuários em todo o Estado. O número cresceu em 28% na última década.

Em 2006, último censo realizado, o Estado tinha 67,5 mil estabelecimentos familiares. Nos últimos dez anos, outros 13,2 mil foram criados. Os dados do IBGE ainda mostram que a área ocupada por essas propriedades também aumentou, passando de 990,6 mil hectares para 1 milhão, incremento de 8,9%

Apesar do número de estabelecimentos dessa origem ter crescido, a proporção entre unidades familiares e não familiares diminuiu. Em 2006, estabelecimentos familiares representavam 80% do total propriedades rurais do Estado e os não familiares os outros 20%. Já em 2017, os estabelecimentos não gerenciados por famílias passaram a ocupar 25,2% o total e os familiares caíram para 74,8%. 

Isso ocorreu porque o número de estabelecimentos não familiares passou de 16,8 mil para 27,2 mil na última década. Um aumento de aproximadamente 62% entre os anos (10,4 mil em números absolutos). Já os familiares cresceram percentualmente menos, o equivalente a 19,6% (13,2 mil em números absolutos).

A área total ocupada por estabelecimento não familiares também aumentou. Em 2006 eram 1,8 milhão de hectares e em 2017 passou para 2,1 milhões de hectares. Um crescimento de 318,4 mil hectares em uma década.

MECANIZAÇÃO

O Censo Agro 2017 também mostrou que houve um crescimento no número de tratores dentro das propriedades rurais. O número dessas máquinas aumentou 105,1% em dez anos. Em 2006, eram 11,8 mil tratores espalhados pelo Espírito Santo. Já em 2017 esse número aumentou em 12.457 unidades, chegando assim a marca de 24,3 mil veículos.

Já o número de estabelecimentos que utilizavam esse tipo de máquina passou de 9.521, em 2006, para 18.421 em 2017. Os números são resultado do avanço tecnológico das propriedades rurais capixabas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
agronegócio ibge (instituto brasileiro de geografia e estatística)

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.