ASSINE
Oferecimento:
Modo de Visualização:

Rachel Sheherazade diz que jornalistas são atacados injustamente

A apresentadora Rachel Sheherazade, 45, disse que o momento é muito complicado para o jornalismo e que a profissão está sendo "bombardeada"

Publicado em 02/08/2019 às 17h27
Rachel Sheherazade. Crédito: Picasa
Rachel Sheherazade. Crédito: Picasa

A apresentadora Rachel Sheherazade, 45, disse que o momento é muito complicado para o jornalismo e que a profissão está sendo "bombardeada".

"Eu sou apenas alguém querendo fazer jornalismo, num momento muito difícil para os jornalistas. A nossa profissão está sendo tão bombardeada, tão atacada injustamente. Então eu sou apenas uma resistente", disse a âncora do SBT Brasil.

Sheherazade tem publicado vídeos e textos em suas redes sociais em oposição ao governo. Se no passado ela teve seu nome associado à direita, atualmente, ela tem gerado polêmica ao fazer críticas às ações do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

A declaração foi dada no Programa da Maisa, que vai ao ar na tarde deste sábado (3). Na atração, Maisa também recebe o jornalista Pedro Bial, da Globo.

Sheherazade tem publicado vídeos e textos em suas redes sociais em oposição ao governo. Se no passado ela teve seu nome associado à direita, atualmente, ela tem gerado polêmica ao fazer críticas às ações do presidente Jair Bolsonaro (PSL)

Por conta desse posicionamento, em junho, a jornalista foi alvo de Luciano Hang, empresário conhecido por apoiar o atual do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e anunciante de vários programas do SBT. Nas redes sociais, ele pediu a demissão de Sheherazade da emissora.

"O jornalismo da grande mídia está todo contaminado com ideologias comunistas que destroem o nosso Brasil. Parabéns Silvio Santos", escreveu Hang, em referência à notícia de que SBT anunciava o fim do jornalístico SBT Notícias, e que toda a equipe do programa tinha sido demitida. "Ainda falta mais gente para você demitir. Raquel é uma delas", completou.

A jornalista não demorou a responder ao empresário: "Já está registrado! Empresário chantageia a emissora onde trabalho e ainda vem à público pedir cabeça de jornalista. Já vi esse filme antes. Mas, agora, vai ter processo", afirmou Sheherazade.

Hang ironizou ao dizer que não pediu a cabeça da jornalista em momento algum. "Cada um faz o que quiser na sua empresa, mas caso aconteça alguma coisa, você pode trabalhar na TV estatal cubana Cubavisión, lugar ótimo para quem pensa como você. Abraço do veio da Havan."

A Gazeta integra o

Saiba mais
brasil jornalismo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.