ASSINE

Luisa Mell pede prisão provisória do ex-marido pela Lei Maria da Penha

Segundo pedido protocoloado pela equipe jurídica, empresário Gilberto Zaborowsky continuaria a fazer ameaças à integridade física da ativista por meio de telefonemas sem identificação

Publicado em 12/10/2021 às 14h09
Luísa Mell está em processo de divórcio do empresário Gilberto Zaborowsky
Luisa Mell está em processo de divórcio do empresário Gilberto Zaborowsky. Crédito: @ luisamell/ Reprodução

A ativista da causa animal Luisa Mell entrou com um pedido de prisão provisória contra o ex-marido, o empresário Gilberto Zaborowsky, na tarde de segunda-feira (11). O recurso foi feito à Vara Central da Violência Doméstica Contra a Mulher, do Tribunal de Justiça de São Paulo, com base na Lei Maria da Penha.

Luisa Mell acusa o ex-marido de abuso psicológico e ameaças. Ela já tem uma medida protetiva contra Zaborowsky, que não pode se aproximar a menos de 500 metros da ativista, nem entrar em contato com ela.

Segundo informações do site F5, que constam no pedido protocolado pelo advogado de Luisa, Ângelo Carbone, o empresário continuaria a fazer ameaças à integridade física da ativista por meio de telefonemas sem identificação. A equipe jurídica afirma temer até mesmo que ele chegue a matá-la.

De acordo com a Lei Maria da Penha, medidas protetivas de urgência podem ser concedidas pelo juiz a pedido da vítima. Entre elas, estão a proibição de aproximação ou contato com a ofendida por qualquer meio de comunicação. Descumprir a decisão judicial, nesse caso, pode gerar uma pena de três meses a dois anos de detenção.

AGRESSÕES

Luisa Mell anunciou em julho que estava se separando de Gilberto Zaborowsky, com quem ficou casada por dez anos. Os dois seguem em processo de divórcio. No último sábado (9), ela fez um post nas redes sociais em que afirma ter sido vítima de um relacionamento abusivo.

"Muitas vezes, pensava em sair de casa, mas ia ficando. Questionava se não era eu a louca, como ele sempre afirmava quando eu tentava resistir aos abusos, se tudo aquilo realmente acontecia sem conseguir enxergar o relacionamento abusivo que sofria estando dentro dele", escreveu, em seu perfil no Instagram. 

Ela também acusou o ex-marido de perseguição. "Agora que criei coragem de sair, de denunciar e falar sobre o assunto, estou sendo vítima de uma verdadeira organização criminosa financiada pelo meu ex-marido para destruir a minha reputação", afirmou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.