ASSINE

Ed Sheeran vai instalar grades de proteção na frente de sua casa

Medida causou polêmica pois seria para impedir que moradores de rua dormissem no local

Publicado em 16/07/2018 às 13h19
Ed Sheeran. Crédito: Gerhard Kassner/Reprodução/Instagram @teddysphotos
Ed Sheeran. Crédito: Gerhard Kassner/Reprodução/Instagram @teddysphotos

O cantor Ed Sheeran conseguiu autorização do governo de Londres para instalar grades de proteção em frente a sua residência, localizada no bairro nobre de Kensington and Chelsea, no centro da capital inglesa.

Sheeran e seus representantes haviam feito o pedido à prefeitura em abril de 2018 e aguardavam desde então o sinal verde para seguir com o projeto.

De acordo com o jornal britânico The Independent, a instalação prevê limitar a passagem de pedestres e ainda impedir que moradores de rua usem a área para dormir, aumentando a segurança no perímetro da propriedade - um prédio revestido de tijolos, com quatro andares, em estilo vitoriano.

O projeto, no entanto, causou grande polêmica e gerou diversas críticas na cidade. Muitos lembraram que Sheeran, de 27 anos, começou sua vida londrina em 2008 sem ter onde morar e chegou a dormir dentro dos vagões do metrô por não possuir residência fixa.

A imprensa britânica ainda citou um estudo, publicado pela revista 24Housing, que revelou que uma em casa sete famílias residentes em Kensington and Chelsea - o que daria cerca de 1,4 mil pessoas - é de moradores de rua.

Em abril, quando as primeiras notícias surgiram na mídia, Sheeran usou o Instagram para atacar publicamente um tabloide e explicar a real razão pela qual fez o pedido para instalar a proteção.

"Querida Natalie Edwards do jornal The Sun. Sua história é bobagem, eu já fiz diversos trabalhos com moradores de rua no passado e nunca construiria uma proteção fora da minha casa por essa razão", sentenciou. "A razão era para manter os paparazzis que você emprega longe da minha porta. Tenha um bom dia."

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.