ASSINE

Pandemia faz famoso pub de Vitória encerrar atividades

Proprietário do LiverPub manterá abertas a matriz e a cervejaria da marca, que hoje operam no Noroeste do Espírito Santo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 04/03/2021 às 11h56
O Liverpub Vitória promovia noites temáticas, como a festa do St. Patrick's Day (foto)
O Liverpub Vitória promovia noites temáticas, como a festa do St. Patrick's Day (foto). Crédito: Reprodução/Instagram @liverpubvitoria

Desde a inauguração em 2014, o Liverpub Vitória promoveu mais de mil noites com shows de mais de 700 bandas no espaço situado no Triângulo das Bermudas, no coração da Praia do Canto, na Capital capixaba. Nesta quarta-feira (3), os proprietários do empreendimento decidiram fechar o point após quase um ano fechado por conta da pandemia da Covid-19.

Agora, o selo da casa fica na matriz e na cervejaria, que funcionam em Colatina, Noroeste do Espírito Santo. Ainda assim, por lá, o espaço que promove shows está fechado, conforme prevê o decreto estadual que proíbe atividades com música ao vivo e apresentações. Apenas a cervejaria que leva o mesmo nome é que está funcionando para o público, já que tem estrutura física para respeitar as normas contra a Covid-19.

Segundo Renato Costa Neto, que administra a empresa com a esposa - e que foi nomeado neste ano secretário de Comunicação de Colatina -, a crise gerada pela pandemia é que foi decisiva para que o espaço na Rua Joaquim Lírio, na Praia do Canto, fosse fechado. O último evento realizado no local aconteceu em 14 de março de 2020 e, há quase 365 dias fechados, as reservas começaram a não suprir os gastos com as contas. Com o fechamento, três funcionários do grupo foram demitidos.

“A gente analisou o cenário e entendemos que era melhor focar nosso esforço em Colatina. São dois estabelecimentos em Colatina e esse em Vitória. A gente entende que as restrições de festas são necessárias, mas nós dependemos da aglomeração. Foi para isso que a casa nasceu e esse era o seu diferencial. Estamos tristes porque sempre foi uma empresa rentável e muito querida pelos frequentadores, mas tivemos que rever nossos negócios”, fala.

Renato confidencia que chegou a pensar em voltar com as operações da Capital quando as proibições em torno das atividades de bares e restaurantes começaram a ser flexibilizadas. Em contrapartida, avaliou que seria praticamente impossível manter a ordem com os frequentadores da forma que deveria ser feito para que ninguém ficasse exposto ao risco de se contaminar pelo coronavírus.

“A grande graça do nosso espaço era a aglomeração, como disse. A gente pensou em abrir, quando os decretos foram mudando, mas a gente não ia conseguir estabelecer a questão do distanciamento, ia ser difícil manter todos os frequentadores de máscara o tempo todo... Isso não seria possível. Então, entendemos que era melhor não abrir por nós e pelos clientes. Mas não teve jeito (de não fechar)”, lembra.

De acordo com ele, os que iam mais assiduamente ao pub já estão sentindo falta. E manifestaram a saudade por mensagens e posts nas redes sociais.

O espaço, que recebia desde shows com bandas cover famosas até autorais capixabas, ficou conhecido, justamente, por ser democrático no quesito seleção de artistas. “O sucesso do Liverpub de Vitória era isso. A gente agradava aos roqueiros, alternativos, aos que curtem MPB... Várias tribos frequentavam o Liverpub e viravam clientes fiéis”, diz.

Colatina Espírito Santo Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 capixaba capixaba colatina espírito santo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.