ASSINE

Maurício de Sousa: "Estamos encaminhando uma série de outros filmes"

Em entrevista ao Gazeta Online, o desenhista falou do longa, sobre a importância da inclusão LGBTQ+ na sociedade, os planos futuros para a turminha do bairro do Limoeiro

Publicado em 26/06/2019 às 12h23

"Atile o plimeilo" Sansão no colega pentelho quem nunca se emocionou lendo os quadrinhos da "Turma da Mônica". Criada há mais de 60 anos por Maurício de Sousa, a revista que traz as nostálgicas (e saborosas) aventuras de Mônica, Magali, Cebolinha e Cascão no bairro do Limoeiro, finalmente (para delírio dos inúmeros fãs), ganhou uma versão em live action.

Baseado na graphic novel brasileira mais vendida no país, feita pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, o filme "Mônica- Laços" chega nesta quinta (27) a mais de 700 salas de cinema do país com ambições Hollywoodianas. Afinal, não será fácil "enflental os concolentes” (como diria Cebolinha) ianques também em cartaz, como "Pets 2", "Annabelle 3" e a pré-estreia do novo "Homem-Aranha: Longe de Casa".

A trama - que vem emocionando o público nas poucas e concorridas pré-estreias que o filme já teve - é bem simples, impulsionada por uma sensação nostálgica de ver na telona uma história que marcou a infância e a adolescência de um país: Mônica (Giulia Benite), Cebolinha (Kevin Vechiatto), Magali (Laura Rauseo) e Cascão (Gabriel Moreira) partem para uma perigosa aventura para resolver o sequestro do cachorro Floquinho, que foi roubado por um bandido.

Cena do filme "Turma da Mônica - Laços" . Crédito: Divulgação/Paris Filmes
Cena do filme "Turma da Mônica - Laços" . Crédito: Divulgação/Paris Filmes

Dando uma de Stan Lee, o "pai da Mônica" faz uma pequena participação no filme, como o dono de uma banca de revistas que auxilia os garotos na busca. "Fiquei inseguro, pois um irmão, uma vez, me disse que eu era bem canastrão para ser artista de cinema", brincou um bem-humorado Maurício de Souza em entrevista exclusiva ao Gazeta Online. A vitalidade de um artista de 83 anos, que não para nunca e está cheio de projetos, chega a impressionar.

Durante o bate-papo, o desenhista falou de "Monica - Laços", elogiou o cineasta responsável pelo projeto - o talentoso Daniel Rezende (diretor de "Bingo" e indicado ao Oscar de Montagem por "Cidade de Deus")-, comentou sobre o sucesso dos 60 anos de sua produtora e, também, ventilou sobre a possibilidade de criar de um personagem LGBTQ+ para a "Turma da Mônica". Maurício, inclusive, tem um filho ativista, Mauro Sousa, se dá super-bem com o rapaz, o aceita, e defende o respeito à diversidade.

No vídeo abaixo, veja a emoção sentida por Maurício de Sousa após conferir uma das pré-estreias do filme, postada pelo diretor Daniel Rezende.

60 ANOS DE ESPERA

"Para levar a trama para o cinema, tive que esperar o tempo necessário para a história amadurecer e render bem com personagens em carne e osso. A história também saiu do papel por conta da força do Daniel (Rezende, diretor do filme). Ele topou fazer testes com mais de 17 mil crianças. Os atores escolhidos são idênticos aos personagens dos quadrinhos. É emocionante vê-los em cena. Resultado foi tão positivo que já estamos encaminhando uma série de outros filmes. Vem coisa boa por aí".

Veja o trailer de "Turma da Mônica - Laços"

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL

"Foi muito divertido, principalmente com o apoio do Daniel. Tenho medo do público não gostar, afinal, eu não nasci para isso (risos), sou bem melhor desenhando. Quem já viu diz que estou ‘aceitável’. Fiquei inseguro, pois um irmão, uma vez, me disse que eu era bem canastrão para ser artista de cinema...(risos)".

PRODUÇÃO

“Acompanhei de perto, mas dei total liberdade para a produção fazer como achar melhor, tanto no roteiro, como na escolha do elenco ou mesmo nas locações (em Minas Gerais e São Paulo). O bichinho do cinema 'mordeu' o Maurício (risos). Estamos com vários projetos, pois, para mim, é uma relação nova que está se abrindo com o gênero. Anteriormente, só tive experiências com o cinema por conta das animações em longa-metragem. Uma continuação de ‘Laços’ já está sendo pensada. Também, vamos criar histórias com outros personagens do universo da turminha, como Chico Bento, Penadinho e Astronauta”.

Veja o clipe com o primeiro minuto de "Turma da Mônica - Laços"

SUCESSO INTERNACIONAL

"A Maurício de Souza Produções está fazendo 60 anos de sucesso no mundo todo, o que muito me orgulha, principalmente se olharmos o mercado asiático, que tem características próprias e, normalmente, é dominado pelos mangás. Um dos trunfos internacionais é a "Monica Toy", uma série em versão toy art, muito sensível especialmente aos orientais, que está fazendo sucesso nas redes sociais. Por não ter diálogos, é bem inclusivo, uma das minhas maiores preocupações".

Cascão, Cebolinha, Mônica e Magali: Turma da Mônica - Laços. Crédito: Paris Filmes/Divulgação
Cascão, Cebolinha, Mônica e Magali: Turma da Mônica - Laços. Crédito: Paris Filmes/Divulgação

PERSONAGEM LGBTQ+ NA TURMA DA MÔNICA

"Sempre digo que 'A Turma da Mônica' é um reflexo do que está acontecendo na sociedade. Claro que a inclusão é sempre bem-vinda e muito necessária. Vamos firmar um diálogo com todos, sejam conservadores ou não. Dá para agradar todo mundo e respeitar as diferenças com dignidade”.

MERCADO LITERÁRIO

"Já vendemos mais de 1,2 bilhões de gibis em todo o mundo, mesmo com a crise do mercado literário. A ideia é migrar, cada vez mais, para o digital. Estamos com uma série de projetos para alcançar cada vez mais esse nicho, com a criação de quadrinhos, games e filmes diretamente para plataformas digitais. Depois da 'Monica Toy', estamos criando o 'Biduzidos', no mesmo estilo de 'toy art', que está chegando agora à internet. Além disso, em breve chega o gibi 'Geração 12', que vai trazer a galera adolescente vivendo várias aventuras com alienígenas e tecnologias de ponta".

A Gazeta integra o

Saiba mais
cinema

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.