> >
Festival aos pés do Caparaó reúne atrações nacionais e internacionais

Festival aos pés do Caparaó reúne atrações nacionais e internacionais

Festival Caparaó de Jazz e Blues traz três dias de muita música com vista para as montanhas em Patrimônio da Penha

Publicado em 5 de outubro de 2018 às 21:22

Ícone - Tempo de Leitura 0min de leitura

Refúgio de turistas de todo país graças a suas belezas naturais e ao clima de tranquilidade que reina no entorno, Patrimônio da Penha, aos pés da Serra do Caparaó, recebe a 2ª edição do Festival Caparaó de Jazz e Blues entre os dias 12 e 14 de outubro. Bandas de todo o Brasil e até do exterior se apresentam em meio às montanhas e ao belo cenário da vila.

Eleito um dos maiores bluesman da Europa, o cantor e guitarrista dinamarquês Marc Rune, conhecido como Big Creek Slim, vem pela primeira vez no Espírito Santo para tocar no primeiro dia do evento. Do Rio de Janeiro, a Abayomy Afrobeat Orquestra traz sua mistura de ritmos em uma apresentação festiva.

Considerada a primeira orquestra afrobeat do Brasil, a Abayomy surgiu em 2009, em função do Fela Day, evento que acontece ao redor de todo mundo e comemora o aniversário do músico nigeriano Fela Kuti, responsável por tornar o afrobeat famoso.

Encontro feliz

Abayomi significa “encontro feliz” ou “aquilo que nos dá prazer”. E é exatamente o que acontece com os 12 integrantes da banda, que lançou seu segundo disco, “Abra Sua Mente”, em 2016.

“Vamos tocar as mais fortes do nosso segundo álbum e encerramos com músicas mais famosas do nosso primeiro disco, como ‘Malunguinho’. Em todo show tocamos uma música do Fela Kuti, que é uma posição nossa em forma de agradecimento, e vamos tocar também uma de Kologbo, guitarrista do Fela”, adianta Fábio Lima, saxofonista da orquestra.

A Abayomy é um caldeirão que reúne influências de artistas que trazem alma da rítmica africana, blocos de carnaval e samba. Entre seus integrantes, nordestinos, paulistas, cariocas, maranhenses, que traduzem a diversidade étnica do Brasil. “Temos que agir da forma cantamos, nosso discurso é muito além da música. Por isso, tentamos convidar para as apresentações pessoas que sejam influentes dentro das questões políticos. O afrobeat não é só um estilo musical, é um posicionamento politico”, pontua Fábio.

Do Espírito Santo, o trio Ventaca, formado por Paulo Prot (gaita), Fábio do Carmo (violão) e Edu Szajnbrum (percussão e efeitos), formado há um ano justamente para a primeira edição do Festival do Caparaó, toca suas canções autorais e algumas releituras de Heraldo do Monte e Hermeto Pascoal. “Ano passado foi uma primeira experiência muito bacana. O clima do Caparaó combina com esse tipo de som. O festival está crescendo e o número de atrações desta edição é muito maior. Acho que esse ano a produção vai conseguir fincar essa bandeira”, opina Paulo Prot.

O que vai rolar

Quando: 12 a 14 de outubro

Onde: Área de Eventos do Portal, Patrimônio da Penha

Ingressos: Passaporte solidário: 1kg de alimento perecível + R$ 90,00 (2º lote). Ingressos à venda no King Kone, Estética Estar Vital (Alegre), Portal Petiscaria (Divido de São Lourenço), Rock & Blues Pub (Guaçuí) e Hotel Montanhês (Espera Feliz-MG)

12 de outubro

19h - Zé Maholics (ES), no Parque das Águas

20h - Big Creek Slim (Dinamarca), no Palco da Montanha

21h30 - Moreati (ES), no Palco das Águas

22h10 - Trio Aruanda (ES), no Palco da Montanha

23h40 - Sunrise Blues Band (ES), no Palco das Águas

00h20 - Bia Marchese (SP), no Palco da Montanha

13 de outubro

19h - Orizzonti 6teto (ES), no Palco da Montanha

20h30 - Ventaca (ES), no Palco das Águas

21h10 - Álamo Leal (RJ), no Palco da Montanha

22h40 - Amanita Flying Machine (ES), no Palco das Águas

23h20 - Abayomy Afrobeat Orquestra (RJ), no Palco da Montanha

1h00 - Xá da Índia (ES), no Palco das Águas

14 de outubro

13h30 - Yuri Guijansque (ES), no Palco das Águas

Este vídeo pode te interessar

Programação sujeita a alterações.

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais