ASSINE

Empresários cancelam planejamento de evento teste para 1,5 mil pessoas no ES

Falta de perspectiva fez setor do entretenimento capixaba desistir da festa, que aconteceria com exigência de vacina contra a Covid-19 e testagem em massa neste mês, em Vitória

Vitória
Publicado em 21/07/2021 às 12h19
Evento, festa, show
A Abrape/ES cancelou o planejamento de um evento teste programado para julho. Crédito: Free Photos/Pixabay

O evento teste em planejamento para acontecer neste mês, para um público de mil a 1,5 mil pessoas, em Vitória, foi cancelado pela Associação Brasileira dos Promotores de Evento (Abrape) no Espírito Santo. A festa exigiria dos participantes comprovante de vacinação e faria testagem em massa após o encontro, mas empresários do entretenimento capixaba apontam falta de perspectiva do governo do Estado como motivo de cancelamento.

Segundo o presidente da Abrape-ES, Pablo Pacheco, os empresários se reuniram nesta terça (20), quando decidiram não investir mais no projeto. “Para nós, investir em um evento teste que não terá um retorno claro e não tem um objetivo definido não vale a pena. Nós entregamos a proposta ao governo do Estado e ficamos 60 dias sem ter um retorno. Na última sexta-feira (16), nos reunimos com autoridades e o plano que tínhamos apresentado não foi aceito”, diz.

Pablo Pacheco

Presidente da Abrape-ES

"Para nós, o evento teste perdeu o sentido. Há custo, organização, dedicação de tempo. E, para isso, precisaríamos ter um objetivo claro com a festa"

A ideia, como já publicou A Gazeta, era que a liberação para festas de médio e grande porte acontecesse proporcional ao avanço da vacinação no Espírito Santo. Ou seja: quanto maior o percentual de moradores do Estado vacinado, maior seria o limite de pessoas por evento.

“Nas nossas projeções, tínhamos ideia de que neste mês já teríamos de 50% a 60% dos capixabas imunizados com ao menos a primeira dose da vacina, o que aumentaria o quantitativo de público para essas atividades”, lembra Pablo, que reitera: “Para o evento, que seria feito em local aberto, montaríamos uma estrutura de acompanhamento pós-festa, para monitorar o público e fazer a testagem”.

Segundo o presidente da Abrape-ES, o evento teste não só daria ânimo aos empresários do setor como serviria de base para o próprio governo elaborar um plano de retomada sólido. “Passados 17 meses de pandemia, tendo nós apresentado um plano de retomada consistente, não tivemos um retorno do governo e nem um avanço. De fato, para eventos sociais houve progresso. Mas para festas do entretenimento e eventos de médio e grande porte, voltamos à estaca zero”, lamenta.

GOVERNO ANALISA RETOMADA

Procurada pela reportagem, para obter um posicionamento do Governo Estadual em relação à retomada de grandes shows e espetáculos no ES ou mesmo a realização de um evento teste para os próximos meses, a Secretaria de Estado de Turismo (SETUR-ES) respondeu, por meio de nota. "O Governo do Estado informa que tem a intenção de realizar um evento teste, com base científica. Não há definição de regras e data definida".

O QUE PODE?

Na última sexta-feira (16), o governo do Espírito Santo anunciou a ampliação da liberação de público para eventos sociais no Estado. A partir do dia 1° de agosto, a regra passará o limite de público de 300 para 600 pessoas. Casamento, aniversários e formaturas estão dentro da nova norma. 

Para A Gazetaa secretária de Turismo do Estado, Lenise Loureiro, explicou que os eventos liberados são aqueles encomendados, onde há uma lista de convidados, e não os que têm venda livre de ingressos. Essa lista, inclusive, será cobrada para que haja a liberação da festa quando o número de convidados for maior que 300.

O limite máximo permitido são 600 participantes, contudo, a ocupação não pode ultrapassar 50% da capacidade do local. O número de referência é o que consta no alvará de autorização do Corpo de Bombeiros. Então, um local que tem autorização para comportar mil pessoas, poderá acomodar até 500.

Os eventos poderão ter apresentações musicais, mas não estarão autorizados a ter pista de dança, segundo aponta a secretária.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Governo do ES Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 capixaba capixaba espírito santo lenise loureiro

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.