Receita Federal fecha duas agências no ES. Veja como fica atendimento

Deixam de funcionar as unidades da Serra, Vila Velha e além de um posto em São Mateus. Fechamento tem relação com corte do orçamento do órgão

Publicado em 04/09/2019 às 16h58
Receita Federal: agências precisam reduzir custos até dezembro de 2019. Crédito: Arquivo/AG
Receita Federal: agências precisam reduzir custos até dezembro de 2019. Crédito: Arquivo/AG

Para reduzir custos, a Receita Federal decidiu fechar as agências da Serra e de Vila Velha. O atendimento na Grande Vitória ficará concentrado na Delegacia da Receita Federal de Vitória. Um posto avançado, em São Mateus, no Norte do Estado, também terá suas atividades encerradas.

A data em que as duas agências (Serra e Vila Velha) serão descontinuadas ainda vai ser decidida, mas isso deve ocorrer até o início de outubro. A manutenção dessas duas unidades custa R$ 600 mil por ano aos cofres da Receita, que precisa diminuir gastos para cumprir uma determinação do ministro da Economia, Paulo Guedes. Cada uma delas fazia, em média, de 100 a 130 atendimentos por dia.

Em agosto, o ministro assinou uma portaria sobre medidas de racionalização de gastos e redução de despesas na pasta e em autarquias e fundações vinculadas, como o Banco Central e a Receita Federal.

A portaria diz, entre outros pontos, que os órgãos não podem gastar com a compra de equipamentos e materiais permanentes até o final do ano, devem reduzir os gastos com estagiários remunerados em 50%; telefonia móvel, em 50%; material de consumo em 75%. Nem mesmo o cafezinho foi poupado da portaria, que mandou reduzir essas despesas em 100%.

"Nossa questão principal é orçamentária. O governo federal determinou que cada gestor tem que apresentar uma redução de diversos percentuais diferentes de gastos até 31 de dezembro. Estamos buscando alternativas para cumprir essa determinação", justificou o delegado da Receita Federal em Vitória, Luiz Antônio Bosser.

MAIS ATENDENTES E INTERNET

A agência da Serra tem seis funcionários e a de Vila Velha, oito. Com o fechamento dessas unidades, a Delegacia da Receita Federal de Vitória terá um aumento de atendentes, com 28 servidores disponíveis para atender as pessoas físicas e jurídicas. Bosser reforça que há atendimento via internet para muitos serviços.

"A gente quer robustecer uma única equipe. Um percentual altíssimo dos nossos trabalhos estão disponíveis também na internet. Cada vez mais, facilitamos esse atendimento a partir da própria casa, da empresa do contator, por meio de código de acesso para alguns serviços, por meio de certificados digitais. Os contadores, por exemplo, acessam todos os serviços da Receita em seus escritórios", disse.

Além dessas unidades, a Receita também vai encerrar as atividades no posto em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, que hoje tem apenas dois funcionários. No interior, o órgão vai manter o funcionamento das agências em Cachoeiro de Itapemirim, em Colatina e em Linhares.

cbn vitoria economia paulo guedes receita federal reportagens serra vila velha

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.