ASSINE

PIX será um sistema muito barato para todos os pagadores, diz diretor do BC

Diretor da organização, João Manoel Pinho de Mello,  afirmou ainda que cada mensagem que transitará pela plataforma do PIX terá custo de um décimo de centavo de real

Publicado em 20/07/2020 às 17h51
Atualizado em 20/07/2020 às 17h51
Fachada do Banco Central do Brasil
Fachada do Banco Central do Brasil. Crédito: Divulgação

O diretor de Organização do Sistema Financeiro do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, afirmou nesta segunda-feira (20) que o PIX - o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos - será "muito barato" para todos os pagadores.

"Já anunciamos que haverá várias gratuidades do lado dos pagadores, por simetria com outros instrumentos de pagamento", explicou o diretor. "Você não paga para usar o cartão de débito. Para o pagador, é como se fosse de graça. No PIX, a transferência entre pessoas terá gratuidade tanto no recebedor quanto do pagador", comparou.

Pinho de Mello afirmou ainda que cada mensagem que transitará pela plataforma do PIX terá custo de um décimo de centavo de real. "As empresas vão se rentabilizar cobrando dos recebedores, como os estabelecimentos comerciais", acrescentou.

O diretor é participante do evento "Live: Debate com Economistas", organizada pela Genial Investimentos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.