ASSINE

PIB do Brasil em 2018 é revisado e tem alta de 1,8%

No último ano do governo Michel Temer (2016-2018), o PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro atingiu R$ 7 trilhões, superando o crescimento estimado anteriormente pelo IBGE

Publicado em 06/11/2020 às 11h02
Michel Temer, ex-presidente da República
Michel Temer, ex-presidente da República. Crédito: Agência Brasil | Arquivo

SÃO PAULO - O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (6) o dado definitivo sobre o crescimento da economia brasileira no último ano do governo Michel Temer (2016-2018). O PIB (Produto Interno Bruto) cresceu 1,8% em 2018 e atingiu R$ 7 trilhões. O dado divulgado anteriormente era uma alta de 1,3%.

A revisão do PIB daquele ano deverá levar também a revisões dos números posteriores, com alterações que serão divulgadas no início de dezembro junto com o resultado do PIB do terceiro trimestre de 2020.

O PIB per capita chegou a R$ 33.593,82, com alta de 1,0% em relação ao ano anterior.

No final do ano passado, o IBGE havia divulgado o dado do PIB de 2017, que cresceu 1,3%, acima do 1,1% registrado na divulgação preliminar. Aquele foi o primeiro ano de expansão após as retrações verificadas em 2015 (-3,5%) e 2016 (-3,3%). Desde então, o PIB tem mantido o mesmo ritmo de fraco crescimento e ainda está abaixo do patamar verificado antes da recessão iniciada em meados de 2014.

Para 2020, a expectativa é de queda do PIB por causa da pandemia do novo coronavírus. O dado de 2019, primeiro ano do governo Jair Bolsonaro, mostrou crescimento de 1,1%.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.