ASSINE

Ministério da Justiça suspende venda de carregador da Tectoy

Caso se sintam lesados, os consumidores podem acessar a plataforma consumidor.gov.br e registrar uma reclamação

Publicado em 24/05/2022 às 08h10

A Senacon (Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor) suspendeu a venda do carregador portátil "Power Bank - XCharge" da Tectoy nesta segunda-feira (23). A empresa tem cinco dias para explicar ao órgão o motivo de vender o produto sem homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), sob pena de multa de R$ 50 mil ao dia.

Carregador portátil
Carregador portátil "Power Bank - XCharge". Crédito: Reprodução/Anatel

Em nota, o ministro da Justiça Anderson Torres alerta que produtos eletrônicos não homologados colocam em risco a saúde e a segurança do consumidor. Um equipamento irregular pode gerar choques, superaquecimento e até explosões. "Por isso, a intervenção do Ministério é fundamental para garantir a proteção à saúde do consumidor", afirmou.

A secretaria ainda afirma que a bateria não tem permissão para ser vendida pela internet. O modelo afetado é o de número 995810071846. O produto não foi encontrado no site da empresa.

Caso se sintam lesados, os consumidores podem acessar a plataforma consumidor.gov.br e registrar uma reclamação. A empresa tem até 10 dias para analisar e responder. Em seguida, o consumidor tem até 20 dias para avaliar a resposta e indicar se seu problema foi resolvido.

Se a reclamação não for resolvida no portal, a Senacon recomenda ao consumidor ir ao Procon.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.