ASSINE

Guedes diz que governo planeja abertura de capital de braço digital da Caixa

O pagamento do auxilio emergencial foi realizado pelo banco digital; antes da abertura, a Caixa precisaria desmembrar o braço digital da instituição

Publicado em 20/10/2020 às 18h29
O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à  imprensa no Palácio do Planalto
O ministro da Economia, Paulo Guedes, fala à  imprensa no Palácio do Planalto . Crédito: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ao falar da digitalização de brasileiros que estavam fora do sistema bancário por meio do auxílio emergencial, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o governo planeja abrir o capital do braço digital da Caixa Econômica Federal, responsável por operacionalizar o programa de transferência de renda.

"O Brasil é uma democracia digital. Na pandemia digitalizamos 64 milhões de pessoas. Quanto vale um banco com 64 milhões de pessoas que foram bancarizadas pela primeira vez e serão leais pelo resto da vida? Estamos planejamento um IPO deste banco digital nos próximos seis meses", afirmou nesta terça-feira (20), durante participação em evento organizado pelo Milken Institute, que não constava da agenda do ministro nem havia sido informado pela assessoria da pasta.

Antes da abertura de capital, a Caixa precisaria desmembrar o braço digital da instituição. O banco suspendeu no mês passado mais uma vez a IPO da Caixa Seguridade, que deve acontecer somente no próximo ano. A área de cartões do banco também deve ter o capital aberto em 2021.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.