ASSINE

Brasil já tinha estagnado desde o governo Temer, diz Guedes sobre PIB

A economia brasileira cresceu 1,1 % em 2019, menos da metade do projetado por analistas no início do ano

Publicado em 05/03/2020 às 16h59
Atualizado em 05/03/2020 às 16h59
Guedes disse ainda que sua expectativa sempre foi crescer 1% no primeiro ano. Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agênci
Guedes disse ainda que sua expectativa sempre foi crescer 1% no primeiro ano. Crédito: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agênci

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o Brasil já tinha estagnado desde o governo de Michel Temer.

"A grande verdade é que, quando o governo Bolsonaro chegou, o crescimento do PIB, que tinha sido de 1,3% no primeiro trimestre do governo Temer, já tinha caído para 0,7% no primeiro trimestre do governo Bolsonaro. O Brasil já tinha praticamente estagnado", afirmou Guedes nesta quinta-feira (5) durante evento na Fiesp, em São Paulo.

Segundo o ministro, a tragédia de Brumadinho e o colapso da Argentina, que impactou 60% das importações de veículos do Brasil, foram os principais fatores para essa desaceleração no crescimento econômico no ano passado.

"Se pegar o segundo trimestre, sobe para 0,9%, no terceiro, já é 1,2%, e o último trimestre do ano passado dá 1,7%. A economia, que estava crescendo 0,7% [no primeiro trimestre], foi reacelerando e terminou [o ano] já rodando a quase 2%", afirmou.

Guedes disse ainda que sua expectativa sempre foi crescer 1% no primeiro ano.

"Eu usava a imagem de uma baleia arpoada. Vamos tirando os arpões: baixamos os juros, corrigimos a Previdência Social, reduzindo endividamento bola de neve, começamos o choque da energia barata, estamos desestatizando o mercado de crédito, fizemos a cessão onerosa, vamos mandar a reforma administrativa para a Câmara. Com as reformas seguindo, o Brasil já cresce 2% pelo menos", disse.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.