ASSINE

Aplicativos de bancos têm instabilidade no 1° dia de cadastro do Pix

O Banco Central confirmou que a quantidade de acessos simultâneos gerou instabilidade em alguns bancos e afirmou que os serviços estão sendo normalizados

Publicado em 05/10/2020 às 14h44
Mulher faz compra pelo celular
Reclamações por compras batem recorde em Vila Velha durante pandemia. Crédito: Freepik

Os aplicativos dos bancos apresentaram instabilidade na manhã e início da tarde desta segunda-feira (5). Clientes reclamam de dificuldades de acesso e erros nos sistemas.

O problema acontece no primeiro dia de cadastro do Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. O Itaú chegou a ficar nos assuntos mais comentados do Brasil no Twitter. Houve também reclamações direcionadas a Bradesco, Santander e Nubank.

O Banco Central confirmou à reportagem que a quantidade de acessos simultâneos gerou instabilidade nos aplicativos de alguns bancos e afirmou que os serviços estão sendo normalizados.

Procurado, o Itaú afirmou que o acesso ao aplicativo para clientes pessoa física já está sendo reestabelecido.

"O Itaú Unibanco esclarece que o acesso ao app para clientes pessoa física já está sndo reestabelecido. O banco pede desculpas a seus clientes por qualquer inconveniente e segue atuando para eliminar qualquer instabilidade que ainda possa ocorrer. Vale lembrar que o acesso ao Itaú via internet banking, agências, caixas eletrônicos e centrais de atendimento está funcionando normalmente", afirmou o banco em nota.

O Nubank afirmou que as operações já foram normalizadas. "Hoje [segunda-feira] de manhã, alguns clientes encontraram oscilações no carregamento das informações no aplicativo do Nubank, mas as operações já foram normalizadas", disse em nota.

Procurados, Bradesco e Santander não responderam até a conclusão desta reportagem.

Segundo o Banco Central, perto das 12h30 o Pix chegou ao marco de 1 milhão de chaves cadastradas - o que indica um grande número de acessos nos aplicativos das instituições financeiras e de pagamentos, participantes do novo sistema.

Além do Pix, esta segunda-feira também é o quinto dia do mês, data comum para o vencimento de contas e pagamento de salários.

A previsão é que o novo sistema esteja completamente disponível para operação só a partir de 16 de novembro. O Pix permitirá mandar dinheiro para outra pessoa ou empresa de maneira instantânea e independente de qual seja a instituição de recebimento.

As transações poderão ser feitas 24 horas por dia, nos sete dias da semana, incluindo feriados, e acontecerão de maneira gratuita para pessoas físicas e microempreendedores individuais.

Para o cadastro inicial, que começou nesta segunda-feira, clientes pessoas físicas e jurídicas poderão acessar o aplicativo das instituições nas quais têm conta e registrar uma das chamadas "chaves Pix" - apelidos de identificação da conta cadastrada.

Existem quatro tipos de chaves Pix: CPF/CNPJ, e-mail, número de telefone celular ou uma chave aleatória, que será constituída por um conjunto de números, letras e símbolos gerados aleatoriamente e que servirá para que a pessoa não precise passar outros dados.

Na prática, o Pix vai transformar toda conta -seja ela corrente, poupança, de pagamento ou uma carteira digital- em um grande sistema de pagamentos que concorrerá com cartões e maquininhas.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Brasil Economia Banco Central Pix brasil Celular

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.