ASSINE

Tem algo estranho no seu olho? Saiba o que fazer

Nem todo mundo sabe reconhecer uma urgência oftalmológica. E aí, um simples cisco nos olhos pode se tornar uma lesão grave

  • Hospital de Olhos Vitória

  • Estúdio Gazeta

    Este conteúdo é oferecido por um anunciante e criado pelo Estúdio Gazeta, o time de produção de conteúdo para marcas da Rede Gazeta. As publicações e estrutura do Estúdio Gazeta são independentes da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 20/05/2021 às 19h51
De acordo com o oftalmologista Ronaldo César Filho, um atendimento precoce pode ajudar a conter uma complicação nos olhos, como uma proliferação bacteriana.
De acordo com o oftalmologista César Ronaldo Filho, um atendimento precoce pode ajudar a conter uma complicação nos olhos, como uma proliferação bacteriana. Crédito: Hospital de Olhos de Vitória/Divulgação

Quando entra algo no seu olho, como areia ou poeira, a primeira coisa é esfregar bem para remover o incômodo, certo? Errado. É exatamente o que não se deve fazer. Se há um objeto estranho nos olhos, que não sai quando você pisca ou lava na torneira, o melhor a fazer é procurar um oftalmologista o mais rápido possível.

Pouca gente sabe reconhecer uma urgência quando se trata de um problema ocular. O que pode parecer simples, como um cisco, pode se tornar uma lesão grave. Por isso, não importa o dia e a hora, procure um especialista o quanto antes.

“Um grão de areia que cai no olho pode causar uma leve irritação. Mas se machucar a córnea ou a conjuntiva com arranhões temos aí uma porta aberta para infecções. Portanto, a recomendação é para que, caso os sintomas persistam por períodos mais longos do que alguns minutos ou horas, a pessoa busque uma avaliação médica, não importando o horário do dia ou da noite”, ressalta o oftalmologista César Ronaldo Filho, que é cirurgião no Hospital de Olhos de Vitória.

O oftalmologista Ronaldo César Filho explica que o que pode parecer simples, como um cisco nos olhos, pode se tornar uma lesão grave.
O oftalmologista César Ronaldo Filho explica que o que pode parecer simples, como um cisco nos olhos, pode se tornar uma lesão grave. Crédito: Hospital de Olhos de Vitória/Divulgação

E isso, diz o médico, vale para qualquer outro problema ocular, mesmo que menos frequente, como glaucomas agudos, inflamações oculares, baixa súbita de visão, entre outros.

O hospital, localizado na Praia do Suá, na Capital, funciona com atendimento 24 horas. Os principais problemas que levam as pessoas a buscar esse tipo de serviço de urgência são os traumatismos ou quando há um corpo estranho ocular.

“Geralmente, o paciente machuca o olho num dia e, no dia seguinte, passa o dia trabalhando, suportando aquele leve incômodo ocular. De madrugada, porém, a dor se torna insuportável e é justamente quando ele vai procurar atendimento”, completa César Ronaldo Filho.

É algo que costuma ocorrer também, segundo ele, com usuários de lentes de contato. “Há pessoas que insistem em usar a lente mesmo quando o olho dá sinais de intolerância ao uso, podendo levar a infecções graves e úlceras na córnea.”

O Hospital de Olhos de Vitória funciona 24 horas, na Praia do Suá, na Capital.
O Hospital de Olhos de Vitória funciona 24 horas, na Praia do Suá, na Capital. Crédito: Hospital de Olhos Vitória/ Divulgação

O oftalmologista explica que o olho é uma das estruturas mais delicadas do corpo. “Para ele funcionar com precisão e harmonia, precisamos que todo um sistema complexo se complemente, pois uma estrutura depende da outra para que possamos enxergar com nitidez. A córnea, que é a lente mais externa do olho, possui duas camadas protetoras: a lágrima e o epitélio, sendo a primeira responsável pela limpeza, lubrificação e parte da nutrição; e a segunda faz a defesa contra micro-organismos, como bactérias. Portanto, qualquer trauma nesta região deve ser avaliado por uma oftalmologista, uma vez que, caso o epitélio seja lesionado, a chance de uma infecção é real”, observa.

Dessa forma, um atendimento precoce pode ajudar a conter uma complicação, como uma proliferação bacteriana. “No início, enquanto as bactérias ainda não penetraram no tecido da córnea, o paciente não sente dor, apenas um leve desconforto. Geralmente, nesses casos, o quadro evolui para dor intensa quase insuportável após 48 a 72 horas, justamente porque a infecção já se alastrou pelo tecido da córnea, atingindo áreas mais profundas e as terminações nervosas locais.”

Tudo isso, aponta o médico, faz com que o tratamento seja muito mais demorado e difícil, podendo inclusive deixar sequelas. “Vale para qualquer tipo de urgência oftalmológica, pois o próprio nome já diz: trata-se de uma urgência. Quanto mais precoce o tratamento, melhor”, frisa o especialista.

DICAS

  1. 01

    Se entrar um corpo estranho no olho

    A pior atitude é esfregar até o “invasor” sair do olho, pois isso pode causar lesões na córnea, com danos que podem até ser irreversíveis. Tenha calma e pingue soro fisiológico ou lave com água. Não use colírios ou outros produtos sem orientação médica. Se o incômodo continuar, mesmo que seja pequeno, procure um oftalmologista para examinar corretamente.

  2. 02

    Se o olho for atingido por um produto químico

    Em caso de contato do olho com algum produto químico, nem sempre o melhor é lavar com água, pois, dependendo da substância, pode piorar o quadro. O correto é seguir a recomendação da embalagem e procurar um oftalmologista para avaliar se houve danos.

  3. 03

    Traumas

    Uma queda, uma briga, uma pancada sem querer no olho também merecem atenção. Mesmo que aparentemente não seja um trauma grave, somente um oftalmologista poderá detectar o quanto esse olho foi afetado internamente. Uma bolada no olho pode causar descolamento da retina ou catarata precoce e deixar uma pessoa cega.

  4. 04

    Perfuração

    Se o olho foi perfurado por um objeto pontiagudo, o correto é buscar uma urgência oftalmológica. Jamais tente mexer no olho sozinho ou usar colírios sem indicação de um especialista. Pode ser o caso de uma cirurgia.

HOSPITAL DE OLHOS DE VITÓRIA

Horário

Funcionamento 24 horas

Endereço

Rua Dukla de Aguiar, 201, Praia do Suá, Vitória

Telefone

(27) 3134-8888

Saúde Saúde

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.