ASSINE

Ração orgânica garante qualidade de frango à mesa do capixaba

Com 46 anos de mercado, a KiFrango investe em tecnologia e nos cuidados com as aves para oferecer bons produtos aos consumidores

Tempo de leitura: 2min
  • Kifrango

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 19/07/2022 às 14h36
Vista aérea da Proteinorte, empresa produtora da marca Kifrango
Vista aérea da Proteinorte, empresa produtora da marca KiFrango. Crédito: Divulgação/Proteinorte

Para garantir a segurança alimentar, o cuidado com o que está sendo consumido começa bem antes da refeição chegar ao prato. No caso das aves, por exemplo, os animais precisam de alguns cuidados especiais para garantir a qualidade da carne na mesa. Por isso, a alimentação precisa ser rica em minerais, sem possibilidade de contaminação da carne com metais pesados, dioxinas e PCB's.

É nisso que a Proteinorte, que detém a marca KiFrango, trabalha atualmente. De acordo com o superintendente da empresa, Elder Marim, as aves são suplementadas com uma ração que contém minerais orgânicos, 100% vegetais e constituídos na forma mais próxima de elementos da natureza. Isso ajuda a absorver melhor os nutrientes e, como consequência, os consumidores contam com frangos mais nutritivos e saborosos.

Mas não para por aí. Além dos altos valores nutricionais e maior rendimento no preparo, esse tipo de cuidado promove até mesmo a sustentabilidade. Afinal, a utilização de minerais orgânicos contribui para a redução da poluição ambiental causada pela excreção de minerais na natureza.

Elder Marim

Superintendente da Proteinorte

"Nossas aves são muito bem cuidadas. Desde a chegada dos pintinhos, garantimos que o ambiente seja o mais adequado possível para que eles se desenvolvam com acompanhamento médico veterinário, oferta de água de qualidade e ração balanceada"

INVESTIMENTOS EM TECNOLOGIA

Ainda segundo Elder Marim, a KiFrango investe constantemente em tecnologia e treinamentos para garantir que todos os processos tenham o máximo de acompanhamento e segurança para todos, seguindo as normas preconizadas pelo Ministério de Agricultura.

Entretanto, a pandemia e o atual cenário político mundial têm afetado o custo das matérias-primas, como o milho e a soja.

“São coisas que nos deixam preocupados e inseguros para falar de planos para curto prazo. Mesmo assim, temos mantido nossos investimentos e conseguimos lançar novos produtos no mercado, variando nosso mix. Atualizamos nossa frota de caminhões e estamos com projeto de construção de um incubatório de ovos férteis para que possamos melhorar ainda mais nossos processos e logística de transporte de pintinhos com um dia de vida”, ressalta Elder Marim.

Com 46 anos de mercado, a Proteinorte trabalha para combinar tecnologia e criatividade ao empenho da equipe profissional que constrói a marca KiFrango diariamente.

“Nossos produtos estão presentes em mais de 3 mil pontos de venda no Espírito Santo, sul da Bahia e leste de Minas Gerais e reafirmamos o compromisso com nossos consumidores de que nossa missão sempre será oferecer alimentos de qualidade, nutritivos e saborosos” finaliza Elder Marim.

PROTEINORTE - KIFRANGO

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Frango

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.