ASSINE

Oriundi converte materiais recicláveis em renda para ações sociais

A proposta consiste no recolhimento de materiais recicláveis, como papéis, plástico, metais e vidros, nas unidades do Oriundi, que são comprados por uma empresa de reciclagem

Publicado em 13/08/2021 às 16h40

Presente em Aracruz, no Norte do Espírito Santo, há mais de 40 anos, o Supermercado Oriundi inaugurou sua filial em Linhares, na mesma região, há quase três anos. As unidades, além de

buscarem oferecer produtos saudáveis e de qualidade, são pensadas para ajudar a sociedade e o meio ambiente através de práticas sustentáveis. Uma dessas iniciativas é o “Consumidor Ecológico”, que recolhe produtos recicláveis e os converte em renda destinada a ações sociais.

A proposta consiste no recolhimento de materiais recicláveis, como papéis, plástico, metais e vidros, nas unidades do Oriundi, que são comprados por uma empresa de reciclagem. O dinheiro obtido com a venda vai direto para as instituições sociais e não fica no caixa do supermercado.

Aderbauer Pedroni

Sócio do Oriundi

"Se você começa a juntar as embalagens, para não descartar no lixo, em um curto período de tempo, elas ocupam um grande espaço em casa. Então as pessoas não se motivam a evitar o descarte. Tendo um ponto de coleta, fica mais fácil"

Com a iniciativa, os participantes contribuem com duas causas em uma única vez, ajudando o meio ambiente e, ao mesmo tempo, uma instituição social.

Oriundi
Projeto Oriundi. Crédito: Acervo

Aderbauer Pedroni

Sócio do Oriundi

"A nossa empresa é engajada em causas do meio ambiente, social e alimentação saudável, procurando oferecer aos clientes produtos mais diferenciados"

Para participar, a população, sendo cliente ou não do supermercado, pode levar os materiais recicláveis e deixá-los nos pontos de coleta que ficam nas unidades do Oriundi. A partir daí, uma empresa de reciclagem compra os materiais, e a renda é destinada a uma instituição. Em Linhares, a parceria é com o asilo, já em Aracruz com o orfanato Recanto Feliz, que fica no distrito de Guaraná.

“A parte social envolve várias pessoas. No meio ambiente, é importante aumentarmos cada vez mais a reciclagem. O mais bacana é a participação de cada um. Todo mundo é partícipe. O cidadão faz e a gente serve como catalisador, que é destinado a uma ação social, e a natureza agradece”, finaliza Pedroni sobre o projeto.

Em Aracruz, o Oriundi está localizado na Av. Florestal, 555, bairro Segato. Já em Linhares, na Av. Étore Pedroni, 235, no bairro Três Barras.

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.