ASSINE

Novo ensino médio: escolha da escola pode impactar futuro do estudante

Com as alterações previstas, a Escola América ofertará um único Itinerário Formativo com as quatro áreas de conhecimento para promover uma formação geral sólida

  • Escola América

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 08/10/2021 às 16h48
Escola América aposta em Formação Geral Básica consolidada e aprofundada em todas as áreas dos Itinerários Formativos.
Escola América aposta em Formação Geral Básica consolidada e aprofundada em todas as áreas dos Itinerários Formativos. Crédito: Jamili Zambaldi/Escola América/Divulgação

Carga horária ampliada e foco na carreira profissional. Essas são algumas mudanças no novo Ensino Médio, que começa a ser implantado nas escolas a partir do ano que vem. As mudanças foram criadas com objetivo principal de reduzir a evasão escolar. Com a chegada do novo modelo, o Ensino Médio passa a ter dois blocos de disciplinas: a Formação Geral Básica, que será obrigatória para todos os estudantes, e os Itinerários Formativos, que podem ser focados em uma ou mais áreas de conhecimento.

Com essa divisão em blocos, as disciplinas da Formação Geral Básica podem ficar comprometidas. É o que alerta o conselheiro municipal de Educação de Vitória e especialista em Tecnologias Educacionais, Juliano Campana, que também é diretor da Escola América. Segundo ele, a carga horária máxima permitida para as 12 disciplinas da Formação Geral Básica foi reduzida de forma exagerada para, no máximo, 18 aulas semanais; e os Itinerários Formativos, que poderão abordar as áreas de Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática e Português, além da formação técnica, a serem escolhidas pelo estudante para aprofundamento, ficaram com a maior parte da carga horária, 24 aulas semanais.

Com a redução, é provável, segundo Campana, que “a Formação Básica Geral fique distribuída da seguinte forma: 3 de Matemática; 4, de Língua Portuguesa e Literatura; 2, de Educação Física; 1, de Inglês; 1, de Artes; 1, de História; 1, de Geografia; 1, de Física; 1, de Biologia; 1, de Química; 1, de Sociologia; 1, de Filosofia - enquanto as áreas dos Itinerários Formativos fiquem com 24 aulas.”

As novas propostas implantadas em 2022 terão seus resultados testados em 2024, quando os estudantes que iniciaram o ensino médio no novo modelo, realizarão as primeiras provas do Novo Enem. Em 2024, a avaliação terá dois dias de provas distintos, sendo o primeiro para a Formação Geral Básica; e o segundo dia, para a área de escolha do estudante.

Para além das 1.400 horas formais, os estudantes da Escola América terão projetos individualizados para realizar estudos dirigidos.
Para além das 1.400 horas formais, os estudantes da Escola América terão projetos individualizados para realizar estudos dirigidos. Crédito: Jamili Zambaldi/Escola América/Divulgação

Considerando esse cenário, a Escola América elaborou um projeto inovador para iniciar seu novo modelo do ensino médio no próximo ano. A escola, que foi a primeira escola particular do Espírito Santo a obter autorização da Secretaria de Educação para implantar o ensino médio com 1.400 horas, na modalidade Integral, decidiu pela adoção de 100% das mudanças já em 2022. A partir do ano que vem, os estudantes da escola já terão 40 aulas por semana.

Para além das 1.400 horas formais, os estudantes da Escola América terão projetos individualizados para realizar estudos dirigidos, e assim poderão aprofundar ainda mais seus conhecimentos na sua área de preferência, indo muito além das propostas convencionais do novo modelo que surgirão a partir de 2022, segundo Juliano Campana.

Com essa proposta, os estudantes do ensino médio da Escola América terão oportunidade de desenvolver, tanto na Formação Geral Básica, quanto nos Itinerários Formativos, um aprendizado com excelência.

“As escolas podem optar, por exemplo, por um itinerário Formativo que some Matemática e Ciências da Natureza, e outro caminho com Linguagens e Ciências Sociais e Humanas. Mas, na Escola América, entendemos que não podemos ter uma formação básica limitada. Teremos carga horária suficiente para aprofundar nas quatro áreas de conhecimento, caso o estudante mude de opinião ao longo do ensino médio e busque outra área de conhecimento, já que iniciarão o ensino médio com 14 ou 15 anos”, explica Juliano.

Para ele, é fundamental que os pais procurem a escola para conhecer o projeto pedagógico e a carga horária oferecida para as disciplinas, já que cada escola terá um projeto único e poderá definir o número de áreas que será ofertado nos Itinerários Formativos.

ESCOLA AMÉRICA

Telefone de contato:

27 3020-3040 / 27 99649-0447

Site da escola:

Rede social:

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.