ASSINE

Governo Federal vai abrir 11 mil vagas com salário de até R$ 7,8 mil

União deve abrir 11 mil vagas em certames no próximo ano

Publicado em 02/12/2018 às 21h39
INSS com 3.984 chances para o cargo de técnico. Crédito: Arquivo
INSS com 3.984 chances para o cargo de técnico. Crédito: Arquivo

Além da estabilidade, os cargos no serviço público oferecem outra vantagem: vagas de nível médio com salários que superam até a remuneração de graduados. Para quem está em busca de oportunidades como essa, o governo federal deve abrir no ano que vem 11.091 vagas somente para cargos de nível médio, com salário de até R$ 7,8 mil. Os certames ainda precisam ser autorizados pelo Ministério do Planejamento.

A previsão é que a maior remuneração seja oferecida pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O salário é de R$ 7.846,37 para o cargo de técnico em regulação de serviços de transportes. O valor já inclui o auxílio-alimentação de R$ 458. Ainda na agência, a função de técnico administrativo prevê um vencimento de R$ 7.474,67.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve ser o certame com a maior oferta de vagas: 3.984 para a função de técnico previdenciário. A autarquia solicitou ao Ministério do Planejamento um total de 7.888 oportunidades em cargos de níveis médio e superior. Esse deve ser, inclusive, um dos certames mais concorridos do país.

Só para se ter uma ideia, o último processo seletivo ofereceu 800 vagas para técnicos e contou com a participação de mais de um milhão de candidatos. A remuneração é de R$ 5.344,87, com auxílio-alimentação de R$ 458.

De acordo com fontes ligadas ao órgão, o déficit atual do instituto é de 16,5 mil servidores. Além disso, cerca de 18 mil já estão em condições de se aposentar no próximo ano.

Quem também aguarda a reposição de pessoal é a Receita Federal. O certame está previsto desde o ano passado. Conforme informações da Receita, são necessárias 904 vagas para assistente técnico. A remuneração é de R$ 4.137,97, incluindo o auxílio-alimentação de R$ 458.

Outra seleção com muitas vagas para profissionais de nível médio deve ser a do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com 1.440 chances para agente penitenciário. Os aprovados vão receber salário inicial de R$ 6.030,23, incluindo gratificação e auxílio-alimentação.

FAZER PLANO DE ESTUDO AJUDA A PASSAR NA PROVA

Os interessados em participar de um concurso devem começar a estudar pelas matérias básicas, que são comuns a quase todos os certames: Língua Portuguesa, Informática, Direito Administrativo e Direito Constitucional. Outra estratégia que ajuda a passar na prova é montar um plano de estudo, orientam os especialistas.

Quem ainda não sabe qual seleção vai participar deve começar logo a preparação. O diretor da Academia do Concurso, Paulo Estrela, ressalta que, após a publicação dos editais, poderão ser feitas adaptações de conteúdos.

 

“O candidato que ainda não sabe qual o foco dar aos estudos deve começar pelas matérias básicas. Com certeza, essas disciplinas vão servir para todos os processos seletivos. Depois que o edital for publicado, ele pode se dedicar ao conteúdo específico exigido por cada instituição”, orienta.

Ele observa que o candidato que não está acostumado com alguma disciplina pode ter um pouco mais de dificuldade, como é o caso do Direito Administrativo e Direito Constitucional.

“O volume de matérias para os cargos de nível médio é bem menor do que as de nível superior. No entanto, é preciso ficar atento durante a preparação. Um bom exemplo é a disciplina de Língua Portuguesa, que todo mundo pensa que sabe e só descobre que não está tão bem preparado quando vai fazer as provas. Direito e Informática também precisam ter seus conteúdos amadurecidos pelos candidatos. Por isso que a preparação antecipada é tão importante”, avalia.

É bom lembrar que cada concurso possui um nível de dificuldade, principalmente por quem não está familiarizado com a disciplina. Um bom exemplo é o certame do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que cobra Direito Previdenciário.

“A preparação para qualquer seleção demanda tempo. Com as disciplinas básicas dominadas, o aluno terá mais tempo para se dedicar a matérias específicas. A resolução de provas ajuda a ter familiaridade com o estilo do certame. No caso do INSS, o último exame foi aplicado em 2015”, explica Paulo Estrela.

ORGANIZAÇÃO

Iniciar os estudos para concursos pode parecer uma tarefa complicada, mas a chave para essa etapa é organização. Especialistas orientam montar um plano de estudos, especificando o tempo de dedicação para cada matéria.

Além disso, é muito importante fazer intervalos durante o estudo e reservar um tempo para o lazer. É bom lembrar que as pausas permitem que o corpo e o cérebro se recuperem do esforço excessivo dedicados aos livros, ajudando os candidatos.

CONFIRA ALGUNS CONCURSOS PREVISTOS

AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES TERRESTRES

86 vagas para técnico administrativo e 198 para técnico em regulação de serviços.

Remuneração - R$ 7.474,67 e R$ 7.846,37, respectivamente. Inclui auxílio-alimentação de R$ 458.

IBGE

1.200 chances para técnico em informações geográficas e estatísticas.

Remuneração - R$ 3.890,87, contando com o vale-alimentação.

INSS

3.984 chances para o cargo de técnico.

Remuneração - R$ 5.344,87, com o auxílio-alimentação de R$ 458.

IBAMA

759 vagas para o cargo de téc. administrativo.

Remuneração - R$ 3.712,72, incluindo auxílio-alimentação de R$ 458.

RECEITA FEDERAL

400 vagas para assistente-técnico administrativo.

 

Remuneração - R$ 4.137,97, somando auxílio-alimentação de R$ 458.

DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

1.440 chances para agente penitenciário.

Remuneração - R$ 6.030,23, incluindo a gratificação e auxílio-alimentação de R$ 458.

DNIT

São 18 vagas para técnico administrativo e 119 para técnico de suporte em infraestrutura.

Remuneração - R$ 3.715,50 para técnico administrativo e R$ 4.467,68 para técnico de suporte.

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

105 chances para agente administrativo.

Remuneração - R$ 3.980,62.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE

125 chances para agente administrativo.

Remuneração - R$ 4.170,72.

MINISTÉRIO DO TRABALHO

1.307 vagas para agente administrativo.

Remuneração - R$ 3.881,97.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA (ANEEL)

78 vagas para técnico administrativo.

Remuneração - R$ 6.147,52, já incluso o auxílio-alimentação, de R$ 458.

AGÊNCIA NACIONAL DAS áGUAS (ANA)

Nove vagas para técnico administrativo

Remuneração - R$ 6.743,34

A Gazeta integra o

Saiba mais
concursos

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.