ASSINE

800 vagas para se qualificar e trabalhar nas obras da ArcelorMittal

Oportunidades serão para o cargo de refratarista; seleção deve ocorrer entre novembro e dezembro

Publicado em 07/08/2019 às 17h20
Área de coqueria da ArcelorMittal, onde é realizada a maior parte das obras  . Crédito: Divulgação
Área de coqueria da ArcelorMittal, onde é realizada a maior parte das obras . Crédito: Divulgação

Os interessados em trabalhar nas obras da ArcelorMittal Tubarão devem ficar atentos. Somente na construção da 4ª Bateria da siderúrgica deverão ser contratados cerca de 800 refrataristas. O recrutamento será feito pelo Sine da Serra e, para atender as necessidades da construção, esses profissionais passarão por uma qualificação.

Os candidatos que se destacarem no curso serão contratados pela empresa RIP, do Consórcio Thyssenkrupp/RIP, que venceu a licitação para execução das obras. As aulas vão acontecer no final do ano.

O secretário de Trabalho, Emprego e Renda, Roberto Carlos, informa que o curso será realizado por conta da falta de mão de obra qualificada no Estado. Os interessados deverão ter o ensino fundamental e experiência como pedreiro da construção civil. A remuneração desse profissional varia de R$ 1,2 mil a R$ 1,8 mil. 

“O Sine vai fazer o recrutamento e a qualificação será oferecida pela empresa. A expectativa é que essa oferta ocorra entre novembro e dezembro, pois ainda é necessária a liberação de diversas licenças ambientais. Sem elas, não é possível iniciar as obras. A prioridade será para moradores da Serra. Quem se destacar no curso será contratado”, explica Roberto Carlos.

A ArcelorMittal Tubarão está investindo cerca de R$ 1,14 bilhão na área ambiental e isso contempla as ações previstas no Termo de Compromisso Ambiental (TCA) firmado com o governo do Espírito Santo e o Ministério Público nas esferas Federal e Estadual em setembro de 2018 (R$ 617 milhões) e a nova Bateria da Coqueria Convencional (R$ 523 milhões).

No pico das obras, deverão ser gerados em torno de 2.380 vagas de empregos nos próximos cinco anos. As principais funções a serem contratadas são: engenheiros, técnicos (mecânica, elétrica, automação), soldador, montador, mestre de obras, entre outros.

Para a construção da nova Bateria, a expectativa é que sejam gerados 800 empregos, sendo 300 em caráter imediato em obras civis, assim que a licença for aprovada. As contratações vão ocorrer via Sine.

cursos es empregos es serra sine vagas es

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.