ASSINE
Árbitro capixaba com maior número de atuações nacionais e internacionais, especializado em gestão esportiva,e que atuou em dez finais do Campeonato Capixaba, além de partidas das séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

Não é só no futebol que as decisões da arbitragem geram polêmicas no esporte

Nas Olimpíadas de Tóquio, marcações e punições aplicadas em atletas brasileiros foram questionadas e polemizadas por torcedores e especialistas devido aos critérios adotados

Publicado em 29/07/2021 às 12h03
Gabriel Medina perde e vai disputar o bronze
Medina foi eliminado na semifinal do surfe para o ateta da casa, após pontuação muito questionada em Tóquio. Crédito: Jonne Roriz/COB

Quem pensava ser só no futebol que existia polêmica em relação à arbitragem, se enganou. Os Jogos Olímpicos trouxeram à tona a discussão sobre a influência dos árbitros nos resultados das competições.

Astros do esporte como Gabriel Mediana (BR) e Simone Biles (EUA), acostumados a vencer, atribuíram suas derrotas às falhas da arbitragem. A ginasta americana também tocou em um assunto muito sério, afirmando que enfrenta problemas emocionais, mas também citou uma exigência demasiada dos árbitros com ela. Medina e equipe não se conformam com a pontuação atribuída a ele na disputa por medalhas.

Além de Medina e Biles, a judoca brasileira Maria Portela, esta com razão segundo especialistas do judô, também saiu reclamando de ter sido prejudicada quando não teve um golpe pontuado a seu favor. Aeliminação aconteceu após a brasileira receber três punições dada por falta de combatividade.

Me parece estranho que a transferência de responsabilidades tenha chegado a atletas de alto nível e que, supostamente, deveriam estar preparados para derrotas e, além disso, para usá-las no intuito do aprimoramento da performance. Atribuir à arbitragem um mau desempenho é uma forma de maquiar ou tentar justificar uma circunstância que o esporte impõe a todos.

Maria Portela foi eliminada após cometer três advertências
Maria Portela foi eliminada após ser punida três vezes por falta de combatividade no Judô. Decisão do juiz foi altamente criticada. Crédito: Gaspar Nóbrega/COB

A Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) se manifestou em nota que "lamenta possíveis erros ou interpretações de arbitragem que causam interferência nos resultados das competições”.

Completou, ainda, pontuando que “nos solidarizamos com todos os atletas que se sentem prejudicados. O regulamento da competição não nos permite interferir nas decisões dos juízes, embora nem sempre concordemos com as mesmas”.

FOI NADA

Na derrota do Fluminense de dois a um (2×1) para o Criciúma, pela Copa do Brasil, o gol do tricolor foi conquistado de um pênalti inexistente no zagueiro Lucas Claro, marcado pelo árbitro Caio Max Vieira (RN).

Fluminense
O Fluminense teve uma péssima atuação e perdeu para o Criciúma pela Copa do Brasil. Crédito: Mailson Santana/Fluminense FC

O pior foi que, por ter sido um erro "claro" e "óbvio", o VAR não interferiu no lance chamando o árbitro para revisão em que seria facilmente anulado. Por outro lado, em outro jogo da Copa do Brasil, no primeiro gol do Grêmio na vitória por três a zero (3×0) sobre o Vitória (BA), o árbitro Paulista Flávio Rodrigues de Souza foi chamado ao VAR para revisão do lance e ficou incríveis oito (08) minutos para confirmar o que já havia marcado no campo. Gol do Grêmio.

CURIOSIDADE

Quando um jogador impedir um gol ou uma oportunidade clara de gol da equipe adversária com uma infração de mão/braço, ele deve ser expulso independentemente do local onde a infração for cometida.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.