ASSINE
Árbitro capixaba com maior número de atuações nacionais e internacionais, especializado em gestão esportiva,e que atuou em dez finais do Campeonato Capixaba, além de partidas das séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

Botafogo superou o Internacional e a péssima arbitragem da partida

O árbitro Sávio Sampaio (DF) marcou um pênalti inexistente e ainda expulsou o zagueiro Philipe Sampaio

Publicado em 20/06/2022 às 02h00
Jogo entre Internacional e Botafogo foi recheado de erros de arbitragem
Jogo entre Internacional e Botafogo foi recheado de erros de arbitragem. Crédito: Pedro H. Tesch/Agif

O Botafogo conquistou uma vitória heroica por 3 a 2 sobre o Internacional em pleno Beira Rio. O Glorioso foi prejudicado pela arbitragem de Sávio Sampaio (DF), quando ele, ainda no primeiro tempo, marcou um pênalti inexistente e ainda expulsou o zagueiro Philipe Sampaio. 

No lance, a bola que foi chutada para o gol, bateu no peito e depois pegou no braço do zagueiro do Botafogo, o que não configura infração, até porque o braço dele não estava aberto em posição de bloqueio e a bola só tocou no braço após ser tocada de forma legal.

A atuação ruim da arbitragem acabou tumultuando o jogo que, após a virada do time carioca nos acréscimos do segundo tempo, terminou com uma briga generalizada entre os jogadores das duas equipes.

ALTERAÇÕES NA REGRA DO JOGO

A Internacional Board aprovou, e a Fifa confirmou a efetivação de cinco substituições para cada equipe em uma partida de futebol. A medida, que era provisória devido à pandemia de Covid-19 torna-se parte da regra 03, que trata do assunto no livro de regras de futebol.

Uma outra sugestão mais complexa que surgiu e pode se tornar parte da regra 14 é a cobrança do arremesso lateral passar a ser feita com os pés. Digo que é complexa porque essa mudança implica em alterações táticas das equipes. Hoje o arremesso lateral cobrado com as mãos é um tiro livre indireto, ou seja, não vale gol direto do arremesso lateral, e, além disso, não há impedimento se o jogador atacante receber a bola diretamente de um arremesso lateral.

Porém, passando a ser cobrado com os pés isso deve mudar, pois qualquer cobrança de lateral vira um lançamento para a área e assim tem que passar a ter impedimento para que os jogadores do time que estiver no ataque não fiquem posicionados próximo ao goleiro adversário. Por outro lado, passando a ter impedimento, a equipe defensora adiantaria a linha de marcação e não faria mais sentido a cobrança com as mãos. Certas mudanças na regra do futebol não são situações de simples implementação e devem ser discutidas com mais profundidade com envolvimento de jogadores e treinadores.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Futebol Brasileirão Arbitragem

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.