ASSINE
Árbitro capixaba com maior número de atuações nacionais e internacionais, especializado em gestão esportiva,e que atuou em dez finais do Campeonato Capixaba, além de partidas das séries A, B, C e D do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem acertou em lances capitais do duelo entre Flamengo e Palmeiras

O árbitro gaúcho Leandro Vuaden e a equipe do VAR foram precisos ao desmarcar um pênalti no primeiro tempo, e ao confirmar outro na segunda etapa

Publicado em 12/04/2021 às 02h00
Atualizado em 12/04/2021 às 02h04
Isla fez falta fora da área
Isla fez falta fora da área e o árbitro Leandro Vuaden marcou pênalti. Mas ao ser alertado pela equipe do VAR, o juiz deu a falta fora da área. Crédito: Marcelo Cortes / Flamengo

Pela Supercopa do Brasil, no jogão entre os dois melhores times do país na atualidade, o Flamengo superou o Palmeiras e foi o grande campeão, na tarde deste domingo (11), no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Em relação à arbitragem da partida, destaque para dois lances de pênalti.

No primeiro, após o árbitro apontar a penalidade máxima a favor do Palmeiras, o VAR mostrou que por questão de milímetros a falta foi fora da área e a marcação foi corrigida. No segundo lance, o zagueiro Rodrigo Caio do Flamengo segurou claramente o atacante adversário pela camisa e o pênalti foi bem marcado. No final, uma arbitragem muito boa do árbitro gaúcho Leandro Vuaden, além das intervenções precisas do VAR.

VASCO COM  12 JOGADORES EM CAMPO

Durante a semana, com a chegada dos jogos decisivos nas competições em andamento, os lances polêmicos começaram a aparecer. Na partida do Vasco pela Copa do Brasil contra o Tombense, o time carioca ficou com 12 jogadores em campo durante um minuto após uma substituição. Como a bola estava em jogo, havia o risco de sair um gol com um jogador a mais em uma das equipes.

Essa possibilidade está prevista na regra 03 do futebol, que orienta sobre o número de jogadores e diz, em linhas gerais, que o gol só será válido se for a favor da equipe que está com 11 jogadores e não será válidado se for do time que estiver com 12 jogadores em campo.

Por incrível que possa parecer, a mesma regra 03 diz que se um jogador substituto tocar na bola quando ela estiver em jogo, o árbitro deve marcar um tiro livre direto a favor da equipe adversária no local onde a bola se encontra no momento do toque. 

Foi o que aconteceu na partida entre Holstein Kiel e Bochum, em outubro de 2019, válida pela Segunda Divisão do Campeonato Alemão. Um jogador reserva do Kiel, que estava em aquecimento atrás do gol de sua equipe, entrou em campo e tocou na bola que estava dentro da área. Após ser alertado pelo VAR, o árbitro marcou pênalti contra a equipe do jogador que tocou na bola.

MAIS TECNOLOGIA A CAMINHO

Na onda da tecnologia, a Fifa estuda um sistema de alerta de impedimentos para a Copa do Mundo do Catar 2022. Segundo o consultor de desenvolvimento da entidade, o francês Arsene Wenger, a ideia no sistema é enviar um sinal de alerta para o relógio dos assistentes e informar a existência de impedimento. Além de evitar erros, o sistema visa evitar longas paradas no jogo para consultas ao VAR.

ARBITRAGEM FEMININA

Uma escala de árbitras entrou para história do Campeonato Pernambucano e da arbitragem brasileira. Cinco mulheres foram escaladas para comandarem o jogo entre Retrô e Náutico, válido pela primeira divisão da competição. Por mérito delas, a escala reforça a participação e a capacidade feminina no esporte.

CURIOSIDADE DO DIA

  • Expulsão em tempo recorde: A expulsão mais rápida da história do Campeonato Brasileiro aconteceu em 2009, no clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG. O atacante Zé Carlos, do Cruzeiro, acertou Renan no rosto e recebeu, aos 12 segundos, o cartão vermelho direto do árbitro paulista Paulo César de Oliveira. O Atlético venceu o jogo por 3 a 0.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.