ASSINE
A jornalista Renata Rasseli cobre os eventos sociais, culturais e empresariais mais importantes do Estado. Sua marca é aliar notícias a tendências de moda, luxo, turismo e estilo de vida

Como será o turismo pós-pandemia? Especialistas do ES respondem

Etiqueta respiratória nos voos e locais aglomerados, valorização do turismo interno e destinos de natureza são previsões do setor para o período pós-coronavírus

Publicado em 30/04/2020 às 06h10
Atualizado em 30/04/2020 às 06h10
Torre Eiffel, em Paris, e a Broadway, em Nova York: coronavírus esvazia pontos turísticos famosos e gera baixa no turismo mundial
Torre Eiffel, em Paris, e a Broadway, em Nova York: coronavírus esvazia pontos turísticos famosos e gera baixa no turismo mundial. Crédito: Reprodução/Twitter/Montagem A GAZETA

O turismo, sem dúvida, foi um dos primeiros setores da economia impactados com a pandemia do coronavírus. Foram cancelamentos e adiamentos de viagens, além de inúmeras dificuldades relatadas por turistas para  voltar para a casa. Passada esta etapa, as pessoas se perguntam "quando vamos voltar a viajar?" e o trade arrisca respostas para a retomada do setor, com o fim da pandemia. 

Na prática, só poderemos viajar com segurança depois que órgãos nacionais e internacionais, como o Ministério da Saúde, a Organização Mundial da Saúde (OMS) indicarem que é seguro fazê-lo. Mas as empresários do segmento no ES fazem suas previsões para o pós-pandemia. 

Etiqueta respiratória nos voos e pontos turísticos aglomerados, valorização do turismo interno e destinos de natureza são apostas do setor para o pós-pandemia. Confira depoimentos de especialistas do setor no Estado:

  1. 01

    Ana Nascif

    "O mundo com certeza será diferente e vamos ter que nos adaptar às mudanças. Creio que o turismo interno será incrementado e mais procurado. O turismo de wellness e bem-estar também vai crescer. Os hotéis e serviços terão que se moldar a nova realidade: os  voos terão menos passageiros e  mais distanciamento entre assentos. Vamos andar um tempo de máscara e com álcool gel na bolsa , mas espero que sem neuras . Aos poucos, o turismo internacional vai voltar ,mas teremos que reaprender a viajar na nova realidade . A  indústria do turismo foi, sem dúvida, um dos setores mais atingidos com a pandemia, porém eu acredito que  "viajar é trocar a roupa da alma" e as pessoas vão querer continuar a sonhar e colecionar memórias", diz a proprietária da Europlan.

  2. A Gazeta - ybrj1dbyiw
    02

    Ivana Ruy

    "O que ficou evidenciado é que o consumidor entendeu o papel do agente de viagens, até então, todo mundo “se achava agente de viagem” só que na hora do problema, muitas pessoas não tinham a quem recorrer, tanto para voltar do exterior, como para remarcar as viagens que foram canceladas. O uso de máscara dentro de aviões e ambientes fechados, serão bem mais comum. Provavelmente haverá controle sanitário, mais rigoroso, nos aeroportos, rodoviárias e portos. Acho que a “segurança”, em todos os aspectos é o que vai mais importar pós-pandemia", diz a proprietária da ClickMundi

  3. A Gazeta - i9s6f6k3c9
    03

    Juliana Magalhães

    "Todos temos vivido grandes transformações. Acredito num futuro promissor para as agências, em que as pessoas irão valorizar mais as experiências que as viagens podem proporcionar. Temos a certeza que os consultores em viagem sairão mais fortalecidos, uma vez que nossa função desempenhada neste período tem sido fundamental na administração das viagens em curso assim como no reagendamento das futuras. Neste momento buscamos manter vivo odesejo de conhecerem o mundo e assim continuaremos a transformar os sonhos em momentos inesquecíveis", dia a diretor da Tia Zirinha.

  4. A Gazeta - icq5dwwjdca
    04

    Penha Nonato

    "Nosso setor foi atingido em cheio, basta lembrar os muitos brasileiros querendo voltar pra casa sem conseguir voos, pessoas dormindo em aeroportos porque seus voos foram cancelados, hotéis fechados, navios de cruzeiros parados no mar porque nenhuma cidade aceitava recebê-los e por aí vai. Isso tudo foi se acomodando, problemas foram sendo resolvidos e agora é hora de programar, planejar aquela viagem que ficou pra trás. O sonho de viajar existe e com certeza, assim q as organizações responsáveis como a OMS liberarem, as pessoas voltarão a fazer suas viagens de férias, feriados prolongados, com toda certeza. No início serão aquelas viagens que estão reprimidas, como visita a parentes, dar um mergulho numa bela praia ou curtir a natureza, enfim viagens rápidas que não precisam de intermediários. Em seguida, virão as viagens pelo Brasil com distâncias mais curtas, essa é a aposta de todo nosso trade. Mesmo porque a situação financeira de muitos ficou prejudicada com a pandemia e viagens maiores são mais caras. Destinos de praia e campo serão os mais procurados e o Nordeste será o destino preferido! E,  finalmente, a partir de setembro , estamos esperando a volta das viagens internacionais . Tudo com muita cautela e muita segurança. As empresas aéreas estão se organizando nesse sentido e um exemplo é a companhia aérea Emirates, que colocou checagem de temperatura e teste rápido para todos os passageiros do aeroporto sede deles. Aposto nos destinos com mais natureza, como as ilhas do Caribe, os safáris nos países da África e Maldivas.  O foco da minha agência são as viagens de férias na Disney. Nossa temporada de férias de julho já foi adiada , mesmo porque estão havendo mudanças no calendário escolar. Os grupos que viajarão em janeiro de 2021 continuam animados e crescendo a cada dia. Nenhum deles tem dúvida que irá realizar o sonho de fazer sua viagem “mágica". E aqui vai bem a frase de Walt Disney: “ Não deixe que seus medos tomem o lugar dos seus sonhos!”

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.