ASSINE
Uma jornalista que ama os animais, assim é Rachel Martins. Não é a toa que ela adotou duas gatinhas, a Frida e a Chloé, que são as verdadeiras donas da casa. Escreve semanalmente sobre os benefícios que uma relação como essa é capaz de proporcionar

Férias chegando: 10 dicas de como levar seu pet junto na viagem

Antes de viajar com seu pet de carro, de ônibus ou de avião, é muito importante saber quais são as exigências para cada meio de transporte. Além disso, vale ficar atento a detalhes para que o bichinho não sofra no percurso

Publicado em 14/12/2021 às 10h48
Cuidados nas viagens com os pets
Cuidados nas viagens com os pets: uma dica é sempre programar paradas durante a viagem para o bichinho não se estressar. Crédito: Freepik

O final de ano está chegando, época que muitas pessoas escolhem para viajar na companhia da família. E em muitos casos, levar o pet junto é, como se diz, condição sine qua non (indispensável). Mas antes de colocar o pé na estrada com seu "filho de quatro patas" é bom ficar atento a alguns cuidados primordiais para evitar transtornos, tanto para você, quanto para o seu animal de estimação.


Antes de viajar com seu pet de carro, de ônibus ou de avião, é muito importante saber quais são as exigências para cada meio de transporte. Se for por via terrestre, quem define as normas é o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), segundo o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec).

No caso das viagens aéreas nacionais, de acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), cada companhia define sua própria regra para embarque de animais de estimação, por isso é bom obter todas as informações antes para evitar surpresas desagradáveis. Nas viagens aéreas internacionais, é a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Aita) que fica responsável pela aplicação das normas. Outra dica importante, são os equipamentos necessários para realizar o transporte do seu pet com toda a segurança e conforto.

10 DICAS PARA LEVAR O PET NA VIAGEM

Como a grande maioria dos tutores prefere o carro para viajar com seus "filhos de quatro patas", a coluna hoje traz 10 dicas para que a sua viagem transcorra o melhor possível. Mas lembre-se, se alguma coisa sair fora do script, tente não se aborrecer e solucionar da melhor forma possível. Afinal, você está de férias e o lema nessas horas, é só curtir o momento e descansar para, depois, voltar com as energias recarregadas.

Este vídeo pode te interessar

1 - NÃO ALIMENTE O ANIMAL ATÉ 4 HORAS ANTES DA VIAGEM

Viagens de carro podem deixar seu cão ou gato enjoados, por isso, no caso dos cachorros, não dê ração ou qualquer tipo de alimento até quatro horas antes do percurso, já a água, basta uma hora de antecedência. Para os felinos, o jejum deve ser de duas horas antes.

2 - PARADAS A CADA UMA HORA

Para evitar o estresse prolongado no animal, a cada uma hora é recomendável parar o automóvel e descer para que ele possa fazer suas necessidades fisiológicas e passear, além de hidratá-lo com um pouco de água - é melhor não alimentá-lo. Lembre-se: só saia do veículo com o seu mascote preso à guia. Afinal, ele não está acostumado com aquele ambiente e pode se assustar.

Cuidados nas viagens com os pets
Hidrate o seu pet durante as paradas. Crédito: Freepik

3 - PET ACOMODADO E SEGURO

O pet não deve vir solto dentro do veículo (existem acessórios específicos voltados para a segurança e o conforto de animais de estimação dentro de veículos) e muito menos com a cabeça para fora. Aliás, o transporte irregular de seu mascote no carro pode acarretar em multa e até apreensão do veículo, além de pontos na carteira.

4 - CARTEIRA DE VACINAÇÃO E ATESTADO DE TRÂNSITO

Não esqueça da carteira de vacinação do seu pet e um atestado de trânsito que deve ser emitido pelo médico veterinário, denominado Guia de Trânsito Animal (GTA).

5 - BRINQUEDINHOS SÃO NECESSÁRIOS

É muito importante separar alguns objetos que o pet gosta mais e levá-los na viagem, isso faz com que o animal sinta-se mais confortável, tanto no veículo, durante o percurso, quanto no local de hospedagem, reforçando a ideia de que está em casa.

6 - NÃO ESQUEÇA DOS REMÉDIOS

Se o seu pet faz uso de algum remédio, é muito importante levar o medicamento e continuar o tratamento. Pergunte ao seu veterinário se durante o percurso da viagem é necessário administrá-lo, dando continuidade aos horários estabelecidos.

7 - CALMANTES

Se a viagem for muito longa, vale considerar a hipótese de tranquilizar o pet com calmantes naturais, mas nunca se passar por uma avaliação do médico veterinário. Lembre-se: tudo depende, também, do perfil do animal.

Cuidados nas viagens com os pets
Viajar em horários mais frescos e levar brinquedinhos que o pet curta, ajudam a deixá-lo mais calmo. Crédito: Freepik

8 - PROGRAME A VIAGEM PARA HORÁRIOS MAIS FRESCOS

O ideal é fazer a viagem em horários mais frescos, perto do amanhecer ou anoitecer, esses horários ajudam a evitar que o pet sofra com o estresse térmico, mantenha o ar-condicionado ligado, mas em uma temperatura agradável para todos. Lembre-se: nunca deixe o animal sozinho trancado no carro, eles podem sofrer hipertermia e vir a óbito.

9 - PLACA DE IDENTIFICAÇÃO

É imprescindível que o pet esteja identificado com uma plaquinha com todas as informações importantes (nome do pet, nome do tutor e um telefone de contato).Outra boa opção são os microchips.

10 - ACOSTUME O BICHINHO COM PEQUENAS VIAGENS

Uma boa dica, caso o seu animal não esteja acostumado a andar de carro, é um mês antes da viagem fazer pequenos percursos com ele dentro do veículo, para que ele possa ir se ambientando.

  • Na próxima coluna, traremos dicas de acessórios indispensáveis para que a viagem de carro com seu pet ocorra da melhor forma possível

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.