ASSINE
É artista e escritora, e como observadora do cotidiano, usa toda sua essência criativa na busca de entender a si mesma e o outro. É usuária das medicinas da palavra, da música, das cores e da dança

Página nova para escrever um ano completo e sem delimitações

Quero extrapolar o cabeçalho, esquecer os acentos, violar a gramática e as regras de pontuação. Quero todo espaço que houver na imaculada brancura do amanhã. Ano que vem, quero só tudo isso, e ir além!

Publicado em 02/01/2022 às 02h00

Eu quero a página em branco. Quero lápis apontado e borracha para as faltas de cuidado. Quero a chance novamente. Poder escrever de novo e, ainda, se quiser, fazer tudo diferente.

Quero ultrapassar as linhas que delimitam as palavras. Quero caderno pautado não! Quero extrapolar o cabeçalho, esquecer os acentos, violar a gramática e as regras de pontuação. Quero todo espaço que houver na imaculada brancura do amanhã.

Página nova para escrever um 2022 completo
Página nova para escrever um 2022 completo. Crédito: Pixabay

Quero não sentir culpa por também escrever errado. Quero dizer o que sinto sem vocabulário sofisticado. Quero nunca fechar o pensamento, nem perder de vista as formigas gulosas que passeiam sobre meu texto. Quero palavras de caramelo, que derretam, ou lambuzem azedos preconceitos.

Quero réveillon. Brindar o novo com rabiscadas palavras que açoitem a pureza da branca página. Quero gritos escritos e letras perfumadas. Quero ser uma carta esperada, que apesar de atrasada, chega a tempo de provocar a virada.

Este vídeo pode te interessar

Quero as revoluções da lua, que cresce, míngua, vai, volta, mas é sempre nova. Quero que as frases minhas, sejam suas quando repetidas. Quero escrever de trás pra frente e falar de Roma, sempre.

Quero a poesia ordinária dos que amam sem medo e se entregam por vontade. Quero palavras que me carreguem como cavalos para outro universo. Quero escrever o inverso do que ontem foi dito.

Ano que vem, quero só tudo isso, e ir além!

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Réveillon Crônica

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.