ASSINE
Isabela Castello, administradora e designer, apaixonada pelo universo criativo, sua coluna aborda conteúdos sobre arte, design, arquitetura e urbanismo.

Escola do ES desenvolve projeto sobre sustentabilidade ambiental

Projeto desenvolvido pela Escola Monteiro leva os estudantes a refletir sobre consumo consciente. A proposta desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória inclui palestras, encontros, atividades teóricas e práticas

Publicado em 22/08/2021 às 02h00
Alunos Escola Monteiro
Os alunos também são estimulados a sugerir alternativas e soluções para situações relacionadas a resíduos em geral, descarte e coleta seletiva. Crédito: Divulgação

Sustentabilidade ambiental se refere ao modo como os seres humanos utilizam os bens e recursos naturais para suprir as suas necessidades atuais, sem que isso comprometa as próximas gerações. O conceito de sustentabilidade é composto por três pilares: econômico, ambiental e social.

É simples: ser sustentável é utilizar, de forma responsável, e cuidar para que estes recursos naturais estejam disponíveis para as futuras gerações. E isso é tudo que a humanidade não tem feito.

A cada dia mais jovens se engajam nesse movimento para garantir que o planeta não continue sendo destruído e devastado, comprometendo o futuro e a vida deles.

Alunos Escola Monteiro
Os alunos também são estimulados a sugerir alternativas e soluções para situações relacionadas a resíduos em geral, descarte e coleta seletiva. Crédito: Divulgação

Uma das vozes mais proeminentes e que virou uma liderança mundial, é a ativista ambiental Greta Thumberg (18 anos). Mas ela não está sozinha. Outros nomes vêm se destacando em defesa do meio ambiente: Isra Hirsi (18 anos), Autumn Peltier (16 anos), Bruno Rodriguez (21 anos), Helena Gualinga (19 anos) e Mari Copeny (13 anos). Esses ativistas têm se manifestado por meio de protestos, internet e se pronunciado em fóruns sobre o meio-ambiente, a fim de influenciar os líderes políticos e econômicos a alterar políticas que vem prejudicando e inviabilizando o futuro do planeta.

As informações sobre as mudanças climáticas e a ameaça à sustentabilidade do nosso planeta estão em todos os lugares: na televisão, nos jornais, na internet. Mas uma das formas de desenvolver a consciência ambiental nas crianças e nos jovens é por meio de atividades pedagógicas em escolas. E é isso que muitas escolas têm feito.

A boa notícia: escola desenvolve projeto sobre sustentabilidade ambiental

Projeto desenvolvido pela Escola Monteiro leva os estudantes a refletir sobre consumo consciente. Envolvendo os 5º anos da instituição, sob coordenação das professoras Jackeline Gusman e Kelly Carrareto, a proposta desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória, por meio da educadora ambiental Osneia Peccoli, inclui palestras, encontros, atividades teóricas e práticas. Interdisciplinar, a iniciativa aborda ainda conhecimentos de Língua Portuguesa, História, Geografia, Matemática, Ciências e Cultura Maker.

Alunos Escola Monteiro
Os alunos também são estimulados a sugerir alternativas e soluções para situações relacionadas a resíduos em geral, descarte e coleta seletiva. Crédito: Divulgação

“Nosso objetivo é despertar nos alunos o interesse em protagonizar uma intervenção prática conjunta, seja na escola, em casa, no condomínio onde moram. Eles estão bastante envolvidos e é isso que queremos: levá-los a entender a importância de cada um para a sustentabilidade e para o bem-estar de todos. A reflexão sobre o consumo consciente de produtos, de água e dos demais recursos naturais, ressaltando, entre outros pontos, a importância da reciclagem e da destinação adequada dos resíduos, é fundamental para mudar nossos hábitos e nossa relação com o meio”, diz Jackeline.

O trabalho já começou a ter resultados e inclui pesquisas sobre a reutilização de objetos, a confecção de um modelo de coletor de pilhas, a partir de materiais reutilizados, e a elaboração de uma proposta de intervenção em um ambiente próximo. Os alunos também são estimulados a sugerir alternativas e soluções para situações relacionadas a resíduos em geral, descarte e coleta seletiva.

O que podemos fazer

  • As escolas podem e devem propor atividades pedagógicas que trabalhem a consciência e o engajamento de seus alunos na causa ambiental.
  • Assistir a filmes e documentários que abordam a temática da sustentabilidade ambiental e que ajudam todos nós, crianças, jovens e adultos, a ter uma compreensão do grave risco que ameaça nosso planeta e a humanidade.
  • Ler, se informar, seguir as mídias sociais de ONG's que defendem o meio-ambiente.
  • E, claro, incorporar esse conhecimento nos hábitos cotidianos.

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.