ASSINE
Jornalista de A Gazeta há 10 anos, está à frente da editoria de Esportes desde 2016. Como colunista, traz os bastidores e as análises dos principais acontecimentos esportivos no Espírito Santo e no Brasil

Doze anos após final no Salvador Costa, Neymar e Coutinho decidem a Liga dos Campeões

Em julho de 2008, os jogadores disputaram a final da primeira edição da Copa do Brasil Sub-17. Neymar marcou para o Santos, mas foi Coutinho que levantou a taça para o Vasco

Publicado em 19/08/2020 às 19h26
Atualizado em 20/08/2020 às 08h26
Neymar e Coutinho já disputaram final no Salvador Costa
Neymar e Coutinho já disputaram final no Salvador Costa. Crédito: Cedoc/A Gazeta

Bayern de Munique e Paris Saint-Germain estão na grande final da Liga dos Campeões, que acontece no próximo domingo (23), às 16h. A partida vai contar com dois craques do futebol brasileiro: Neymar, pelo PSG, e Phillipe Coutinho no time alemão. Entretanto, esse não será o primeiro jogo decisivo entre os jogadores. No dia 27 de julho de 2008, eles estiveram no gramado Salvador Costa, em Vitória, na decisão da primeira edição da Copa do Brasil Sub-17, disputada entre Vasco e Santos.

Aos 16 anos e sob a expectativa de ser o “sucessor de Robinho”, Neymar era tratado como joia do Santos. Naquela época, sua multa rescisória já estava estipulada em R$ 128 milhões. Ainda promessa do futebol nacional, o “Menino Ney” chegou ao Espírito Santo como uma das principais atrações do torneio que contou com a participação de vários grandes times do país.

Neymar teve seu primeiro grande momento nas quartas de final da competição. O Santos enfrentou a Desportiva, e só conseguiu a classificação à semifinal na disputa de pênaltis, após empate em 2 a 2 no tempo normal. Neymar marcou os dois gols do Peixe na partida. Após o triunfo, ele elogiou o time grená. “A gente sabia que não seria fácil. A Desportiva tem um bom time e muitos bons jogadores como o Léo Leite e o Pedro Lucas", afirmou à reportagem de A Gazeta. Antes de encarar o Vasco na decisão, o Santos passou pelo Cruzeiro na semifinal.

Adversário do Santos na final, o Vasco apostava todas as suas fichas em Phillipe Coutinho. O meia, também com 16 anos à época, chegou à Vitória exatamente uma semana após visitar a Itália, onde selou sua negociação com a Inter de Milão, que pagou R$ 10 milhões na transação. O jovem jogador já sabia que ao completar 18 anos deixaria o Gigante da Colina.

Neymar e Coutinho brilharam no gramado do Salvador Costa
Neymar e Coutinho brilharam no gramado do Salvador Costa. Crédito: Nestor Müller/Cedoc/ A Gazeta e Fabio Vicentini/Cedoc/A Gazeta

Na final, Neymar balançou as redes para o Santos, mas João Marcos e Willen marcaram para o Vasco: 2 a 1. Melhor para Coutinho, que levantou a taça e comandou a festa dos dois mil torcedores, segundo a Polícia Militar, que compareceram ao estádio do Vitória. O meia vascaíno comemorou o resultado."Devo muito ao Vasco e ver toda esta torcida feliz é muito gratificante”, vibrou. Já Neymar apenas lamentou a derrota.“Faltou muita coisa para acertar”, afirmou cabisbaixo.

LIGA DOS CAMPEÕES 

Nesta Liga dos Campeões o contexto é bem diferente. Neymar chega à final como a grande estrela do PSG, mas Coutinho é reserva do Bayern de Munique. A decisão está cercada por expectativas e a promessa é de um grande jogo no Estádio da Luz, em Lisboa, no próximo domingo. Quem vai levar a melhor desta vez?

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.