ASSINE
Fernanda Trindade é formada em Design de Moda com especialização no Instituto Marangoni de Milão. Além da coluna semanal no jornal, ela tem uma marca de acessórios e faz a curadoria de novos designers e novas tendências

Armário cápsula: saiba como montar um guarda-roupa com itens essenciais

É importante analisar quais peças você já possui e quais poderá desapegar. Hoje, a proposta é muito bem vista e utilizada por muita gente que prefere o slow fashion

Publicado em 01/05/2021 às 02h00
Itens essenciais
Utilizar tons neutros pode ser a maneira mais fácil. Crédito: Reprodução/ Pinterest

Você já pensou em ter uma armário cápsula? Durante a década de 70, surgiu o conceito desse tipo de armário pela primeira vez pela estilista Susie Faux. Ela teve a ideia de montar um guarda-roupa apenas com itens essenciais, atemporais e principalmente, que combinem entre si. Hoje, a proposta é muito bem vista e utilizada por muita gente que prefere o slow fashion.

Para começar a aderir ao armário cápsula é importante analisar quais peças você já possui e quais poderá desapegar. Observe quais as roupas que você costuma usar mais, quais comprou e nunca usou e aquelas que você ainda quer continuar utilizando.

Itens essenciais
Uma dica fundamental na hora de investir em itens é que eles sejam versáteis, que combinem com diferentes estilos. Crédito: Reprodução/ Pinterest

A ideia original do armário cápsula, considerando o clima brasileiro, é ter cerca de 70 peças que você utilizará durante todo o ano.

Uma dica fundamental na hora de investir em itens é que eles sejam versáteis, que combinam com diferentes estilos e são possíveis de fazer sobreposições em dias mais frios. Já o estilo, tem que ter a ver com você, de acordo com seu gosto pessoal para caimento e cores, apesar que utilizar tons neutros pode ser a maneira mais fácil, mas isso pode não fazer sentido se você ama cores. É fundamental investir em peças que sejam a sua cara.

O principal é escolher uma paleta de cores, que irão conversar entre si, te valorizar e atender ao seu gosto. Apostar mais em peças na parte de cima também é importante, já que as de baixo podem ser reutilizadas mais vezes. Você vai ver que ao ter poucas roupas disponíveis, você criará maneiras diferentes de usar uma peça específica, que talvez você nunca havia pensado antes.

Itens essenciais
O principal é escolher uma paleta de cores que irão conversar entre si. Crédito: Reprodução/ Pinterest

E o mais legal é que se você decidiu optar por ter esse tipo de armário, as roupas que você retirou podem ser doadas. Além de ajudar o meio ambiente ao diminuir o consumo, o armário minimalista possui também a ajuda social através das doações.

Que tal repensarmos o nosso estilo de lidar com a moda?

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

Fique bem Moda

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.